domingo, agosto 08, 2010

Treta da semana: a franja.

Há uns dias, a propósito do aquecimento global, escrevi que ia evitar a franja extremista dos que negam tudo (1). Daqueles que estão para a climatologia como os criacionistas para a biologia. E bem tentei. Mas eles encontraram-me.

O autor anónimo do blog EcoTretas, além do comentário a esse post, enviou-me também um email exprimindo desagrado pela minha preocupação com o aquecimento global. Como razões apontou que eu sou professor universitário, o que aparentemente me deve impedir de ter esta opinião, que o meu trabalho de investigação deve ser de má qualidade por causa do que penso acerca do clima e que o CO2 é importante para a fotossíntese. Infelizmente, não percebi o que isto tenha que ver com o aquecimento global. E no comentário ao meu post sugeriu que eu lesse o seu blog para «ficar mais elucidado sobre o tema»(1).

Quando fiz um paralelo entre os criacionistas e os que negam o aquecimento global não sabia que a analogia era tão adequada. Mas usam exactamente as mesmas tácticas. Uma é a escolha cuidadosa de notícias irrelevantes mas que parecem refutar aquilo de que discordam. Um exemplo no EcoTretas é «Frio e Neve no Brasil», como se o frio invulgar em algum ponto do globo fosse um contra exemplo para o aumento da temperatura média. O que é relevante é a tendência global, e essa mostra claramente que a temperatura está a aumentar (ver, por exemplo, os dados da análise de temperatura superficial do GISS). Excepções pontuais são irrelevantes.

Outra táctica é a falsa representação de resultados científicos. Por exemplo, «A notícia de que os atóis do Pacífico, em vez de se estarem a afundar, estão a ganhar terreno, está-se a espalhar lentamente, pois é uma notícia muito inconveniente!»(3), dá a ideia que os atóis do Pacífico não se estão afundar. Mas o artigo referido menciona claramente que o nível do mar medido nessas ilhas subiu em média 2 mm por ano no último século(4). Além disso, o que aconteceu nessas ilhas, nesse período, foi muito mais complexo que “crescerem”. A área aumentou em 43% das ilhas estudadas mas com uma erosão significativa da costa virada para o oceano – exactamente como previsto pelo aumento do nível do oceano – tendo a expansão sido quase exclusivamente na orla das lagoas. E, em boa parte, devido à acção dos habitantes.

Noutro exemplo de raciocínio falacioso, o EcoTretas critica os sacos reutilizáveis. Para mostrar o alegado ridículo de nos preocuparmos com lixeiras cheias de plástico, aponta um estudo nos EUA que descobriu vestígios de Escherichia coli nos sacos de pano que as pessoas não lavam(4). Escherichia coli há em muitos sítios, incluindo nas superfícies externas de quase tudo o que trazemos do supermercado. Daí a importância de lavar bem os legumes e empacotar as bolachas. E isto não tem nada que ver com o problema do plástico nas lixeiras. É uma inferência inválida concluir que a preocupação ambiental com os sacos de plástico é treta só porque há E. coli nos sacos de pano.

O aquecimento global e a conservação do ambiente levantam questões importantes. Como os custos, benefícios e eficácia das medidas a tomar. Ou a quantificação dos problemas que causamos e da nossa capacidade para os resolver. Mas simplesmente negar que haja qualquer problema e se limitar a apontar defeitos nas soluções não só é irracional como irresponsável. É mais um caso em que a insensatez de uns prejudica todos.

Muitos criacionistas também se opõem a medidas de conservação ambiental. Em parte porque não gostam da ciência moderna, que desmascara o seu modelo infantil do universo. E em parte pela crença imbecil que o mundo vai acabar em breve e que, por isso, podemos estragar tudo à vontade. Também não é coincidência que os auto-denominados “cépticos” do aquecimento global usem os mesmos truques a que recorrem os criacionistas. Mas não é preciso haver uma conspiração entre estes proponentes de tretas. O que acontece é que tanto os criacionistas como quem nega que a Terra está a aquecer têm a difícil tarefa de argumentar contra evidências sólidas e conclusivas. E contra evidências só mesmo falácias.

1- Resumindo.
2- EcoTretas, Frio e Neve no Brasil
3- EcoTretas, Atóis a crescerem
4- Arthur P. Webb, Paul S. Kench, The dynamic response of reef islands to sea level rise: evidence from multi-decadal analysis of island change in the central pacific(pdf), Global and Planetary Change.
5- EcoTretas, Malditos sacos

66 comentários:

  1. Mas isso de pessoas imbecis há em todo o lado. Também há activistas ambientais que são uns burros completos, a gritar imbecilidades. Inferir por aí que o problema reside no cepticismo é um pouco prematuro :).

    ResponderEliminar
  2. A questão é que se a relatividade ou a evolução forem infirmadas nada muda. Se o aquecimento global for mesmo verdade podemos ter um problema muito sério às costas.

    As questões ideológicas, no que toca ao aquecimento global, devem ser postas de lado e ver mesmo o que se está a passar e como podemos minimizar os danos.

    ResponderEliminar
  3. Meu caro Ludwig Krippahl,

    numa pequena nota não é possível dizer nem um décimo do que seria urgente dizer...mas notas são notas...não é?

    Esta missiva serve só para lhe dar uma dica decisiva: Leia os textos do climatólogo Marcel Leroux considerado por quem o conhece como o Galileu da climatologia. Foi ele que elevou a Climatologia à condição de ciência como Galileu fez em relação à Física no século XVII. Não vou ter aqui a pretensão de lhe dizer aonde deve procurar e que textos ler. O Ludwig Krippahl já mostrou várias vezes que é um homem inteligente e que sabe procurar e decidir pelos seus próprios meios.Êxito, é o que lhe desejo.
    Um abraço
    Francisco Trindade

    ResponderEliminar
  4. Francisco, não se incomode. O Ludwig não vai tentar refutar quem percebe de climatologia, apenas quem é suficientemente burro para não saber quando se deve calar, como o EcoTretas. Fossem todos os cépticos do calibre do Marcel, a discussão seria muito diferente, no tom, na qualidade, e com uma produtividade muito superior.

    ResponderEliminar
  5. Barba Rija,
    Fossem todos os cépticos do calibre do Marcel, a discussão seria muito diferente, no tom, na qualidade, e com uma produtividade muito superior.

    Mas há muitos cientistas "do calibre do Marcel" que negam por completo a noção do AGA (aquecimento global antropogénico). O que se passa é que, como acontece com a vossa "teoria da evolução", os cientistas que usam a ciência para refutar o AGA são rotulados de "a franja extremista".

    ResponderEliminar
  6. Não existe "refutação" da evolução. Existem argumentos simplistas e patéticos, e tu já forneceste bastantes espécimes desse tipo. Mas tu, tal como outros criacionistas, não ajudam nada nesta matéria. Porque tu e o Ludwig, assim como outras pessoas, pensam que o criacionismo é igual a qualquer outro tipo de cepticismo, contribuindo ainda mais para uma gettização de qualque pessoa céptica. Pensando que há pessoas que acham que podem criar uma ciência "do bem e do mal", neste espírito, é um pouco assustador.

    ResponderEliminar
  7. Ah, mais uma coisa. Não se esqueçam do segundo "A" em AGA (=antropogénico). Mostrar evidências de "aquecimento" sem se mostrar que o mesmo foi causado pelo homem é irrelevante.

    A vossa teoria diz que o homem é responsável pelo aquecimento, portanto mostrar gráficos que APENAS mostram aquecimento e não conectar isso com a actividade humana é uma perda de tempo.

    ResponderEliminar
  8. Barba Rija,
    Não existe "refutação" da evolução.

    Existe pois. O que não faltam são argumentos científicos contra a vossa "teoria da evolução".

    Existem argumentos simplistas e patéticos

    E existem argumentos complexos e realistas.

    e tu já forneceste bastantes espécimes desse tipo.

    Não, não forneci.

    Mas tu, tal como outros criacionistas, não ajudam nada nesta matéria.

    O propósito de quem sabe que o AGA é uma farsa não é o de manter a farsa mas de o refutar.

    ResponderEliminar
  9. Os amendoins andam cheios de aflotoxinas, se calhar é do quecimento globali.
    os cientistas? bom pressuponho que quem tenha um grau académico e 37ºC
    possa ser rotulado de cientista,
    agora dizer que usam a ciência (pode-se dizer que mesmo os climatologistas, astrofísicos e físicos e outros usam a ciência para defender pontos pró e contra, mas muitos usam-na mal)
    Mark Serreze é um dos mais lúcidos e um dos que tentam fazer uma integração de todos os processos.
    Negar o aquecimento é estúpido...ele existe
    Negar as suas causas...elas são internas do sistema terra
    Não há inputs extra da parte do sol, se são os gases extra que bombeamos, é o mais provável
    não há extras do vulcanismo das cristas médias oceânicas
    logo há energia vinda de algures
    por isso os que refutam o AGA khan podem ser rotulados de "a franja extremista" de "avestruzes" de "mentecaptos", de possíveis baixas
    nas urgências sobrelotadas dos hospitais russos e pakis
    enfim não vale pregar no vazio
    pessoas mais qualificadas profissionalmente não o entendem,
    porque
    deveriam adeptos de Aristóteles,
    "deixar princípios que divergissem dos estabelecidos pelas autoridades há muito consagradas, serem divulgados e prevalecerem sobre a verdade"
    Ou a quantificação dos problemas que causamos e da nossa capacidade para os resolver....que diminui ano após ano

    ResponderEliminar
  10. Leroux apanas diz que os modelos, têm insuficiências, não sendo fiáveis, agora por ter sido um dos maiores do seu campo nos anos 80
    não o tornam num deus, perdeu parte da credibilidade ao focar-se em particularidades.....enfim isto é espúrio que cada um acredite no que quiser em AGAS cãs ou em deuses e demónios da climatologia

    ResponderEliminar
  11. 偉曹琬 ma8/08/2010 ó mente simples de tão complexa nem me dou ao trabalho
    CLUELESS
    People can foresee the future only when it coincides with their own wishes, and the most grossly obvious facts can be ignored when they are unwelcome.
    - George Orwell
    na 2ª sentença podes substituir kill por ignorar, gozar, etc
    se não perco tempo com meus colegas perderia tempo com vocês
    vai aquecer-te globalmente...
    As i write, highly civilized human beings are flying overhead, trying to kill me.
    They do not feel any enmity against me as an individual, nor i against them, no teu caso faço uma excepção...

    ResponderEliminar
  12. transcrição "Concluding Comments
    Even our earliest climate models projected that effects of greenhouse gas loading would be seen first in the Arctic.

    Even eight years ago, attribution of observed changes was uncertain

    Despite strong imprints of natural variability, a role of greenhouse greenhouse gas loading now seems clear (seems clear isto é um vero cientista não diz é claro ou evidente)

    A number of key changes are exceeding expectations from climate
    models. Could we lose the summer sea ice cover by 2030?
    Not everything is rapidly changing (hydrologic cycle).pouca alteração em termos globais
    talvez + 0,25 a 1 km3 de àgua por ano na atmosfera
    desprezável tempos de residência curtos
    e já gastei mais 3 minutos para nada
    Much remains to be understood—the idea of “tipping points” has emerged as a key issue
    existirão é provável....oceânicos?talvez?
    NSIDC fonte...

    ResponderEliminar
  13. Ludwig:

    É de facto como dizes. A escolha entre os artigos cientificos e os factos conforme lhes convem, a incapacidade de formular uma teoria consistente e completa, a procura de lacunas.

    O negacionismo do AGA tem todas as caracteristicas de uma pseudociencia, não é só os seus suportadoes usarem em muitos casos estrategias parecidas.

    O barba pode ficar muito chateado, mas se não fosse a teimosia dele não tinha investigado tanto o assunto e chegado a essa conclusão.

    Existem uns artigos a favor dos "cepticos" em revistas de peer-review e existem algumas pessoas com curriculos interessantes (estou a pensar no lindzen realmetne) mas não são capazes de explicar nada, apenas negar e dizer isso não é possivel. Como fazia o Jairo ou o falecido Rui Moura.

    ResponderEliminar
  14. portanto o uso continuado deste blog pode conduzir à morte....

    seu João veternário infelizmente não é só o negacionismo do AGA khan que tem todas as caracteristicas de uma pseudociencia, a sua aceitação também tem na maioria dos casos
    e contrariamente a si que poderia ter lido os 30 ou 40mil artigos e
    repito-o à Perspective Way...
    People can foresee the future only when it coincides with their own wishes, and the most grossly obvious facts can be ignored when they are unwelcome.
    - George Orwell
    não teria sido mais isento, é o que lhe falta saber ver "verdades" ou possíveis vias para uma melhor compreensão nos argumentos ou na falta deles, dos outros

    não é só os seus suportadoes....mesmo que fosse suportadores era um anglicismo, tem teclas com defeito de tanto matraquear...infim



    Unlike the penguin or the dodo, the ethical sentence is
    neither an unusual nor an extinct species. In fact, the ethical
    sentence has something of the same pervasiveness in the
    English language that the sparrow has in the English
    countryside. The questions one asks oneself, the discussions
    one enters into with his acquaintances, the advice one re-
    ceives from his friends, the sermon one hears from the
    pulpit, the editorial one reads in the paper, all abound with
    sentences such as these: Ought I to give up teaching and find a better-paying job?
    Euthanasia is wrong.
    You really should give up smoking.
    Divorce is a wicked rebellion against God's will.
    Democracy is better than Communism.

    These, and sentences like them, are ethical sentences
    consegue ver similitudes no seu discurso?
    se não consegue lamento-o

    ResponderEliminar
  15. tente ler os trends esperados para 2030 (em 1995) e as suas variações
    não espero grande coisa
    ou tente ver trabalhos de 2005 e 2009 sobre o assunto de
    Mark C. Serreze
    National Snow and Ice Data Center (NSIDC)Cooperative Institute for Research in Environmental Sciences at the University of Colorado at Boulder
    4:01 PM
    lu chipher says...
    Latitude by height dependence of zonally averaged October–March temperature anomalies for 2050–2059, compared to 1979–2007 means
    (CCSM3)
    nem sequer me incomodo a tentar explicar, é desperdício de tempo
    há sempre algo mais dessinteressante para o desperdiçar

    ResponderEliminar
  16. "Gonçalo Moura foi um Engenheiro e homem de Ciência brilhantes, com uma paixão pela verdade científica. Depois da graduação como melhor aluno do seu curso, no Instituto Superior Técnico (IST), em 1957, trabalhou durante 30 anos como engenheiro electrotécnico. Foi simultaneamente assistente e professor convidado da cadeira de Electrotecnia Teórica, Medidas Eléctricas e Alta Tensão do IST entre 1970 e 1976. Serviu na Comissão Europeia de 1987 a 1990 e na Comissão Técnica e Científica do Plano Energético Nacional de 1989 a 1992.

    Depois da sua reforma, em 1992, dedicou-se ao estudo do clima, de forma a poder contribuir para um debate que considerava fundamental. Possuindo uma mente verdadeiramente brilhante, para além de se ter tornado um especialista em dinâmica do clima, aprendeu a comunicar efectivamente na era moderna, e criou este Blog em 2005. Conjuntamente com Jorge Pacheco Oliveira, traduziu o livro "A Ficção Científica de Al Gore", de Marlo Lewis Jr., publicado pela Booknomics, 2008"

    http://mitos-climaticos.blogspot.com/

    Este senhor faleceu recentemente e foi próximo do já referido Marcel Leroux. Rui Moura sempre defendeu publicamente que o aquecimento globabl causado pelo Homem era um mito. Desafio o Ludwgi a pegar em algum texto deste especialista em clima, que consta no seu blogue "Mitos Climáticos" e a demonstrar que uma linha daquilo que lá está seja "treta".

    Nota: Não me parece que tenham sido os grandes defensores do AGA a informar o público em primeiro lugar que o senhor Al Gore é um MENTIROSO.

    Não é de estranhar que o Ludwig, como grande crítico, cientista e pessoa isenta que é, não aborde o problema do aquecimento global, começando por esclarecer que o seu mais mediático proponente é um aldrabão?

    Em quem irei eu acreditar? Em cientistas do clima, ou em Al Gores, ambientalistas, organizações que "estudam" o AGA e ganham mais do que muitos empresários do petróleo ou no Krippahl que nem sequer sabe o que é Ciência ( diz que é tudo o que dá conhecimento)?

    Aqui fica um excerto de uma entrevista a Rui Moura,como introdução ao seu curriculum:

    " Reformei-me logo a seguir e dediquei-me ao estudo aprofundado da climatologia para tirar dúvidas e enriquecer os meus conhecimentos. Fiz um curso de mestrado de meteorologia de uma universidade canadiana e verifiquei com espanto quanto difícil e débil eram os fundamentos desta matéria. Aumentou o meu respeito pelos meteorologistas e climatologista por terem abraçado uma vida dedicada a uma matéria tão complexa e, ao mesmo tempo, tão pouco unificada. Para quem estava habituado ao estudo do electromagnetismo suportado por uma teoria tão forte como a das chamadas equações de Maxwell foi uma surpresa verificar que em meteorologia e climatologia existiam tantas escolas de pensamento com algumas contradições insolúveis e a falta de uniformidade e de síntese das várias escolas.
    Aconselharam-me a participar num fórum internacional com os maiores meteorologistas e climatologistas internacionais – com opiniões diversas e às vezes contraditórias – até que descobri os trabalhos do climatologista francês Prof. Marcel Leroux, que fazia parte do fórum. Fiquei deslumbrado por encontrar pela primeira vez algo com lógica explicativa e baseado nas observações meteorológicas confirmadas pelas dos satélites que iniciaram a sua tarefa em 1979. O Prof. Marcel Leroux mostrou-se desde logo aberto a me facilitar o caminho dos seus vastíssimos conhecimentos. Deu-me o privilégio de me considerar seu amigo e discípulo"

    http://pt.novopress.info/3185/entrevista-a-rui-g-moura-autor-do-blog-mitos-climaticos/

    ResponderEliminar
  17. Nota: "como introdução ao seu curriculum" na área do Clima.

    ResponderEliminar
  18. Gonçalo moura estava tão xéxé como o soares, petrificado dentro das suas verdades, não se está a falar de climatologia sua mente simples e obtusa

    isto é física, balanço energético dentro de um sistema muito complexo

    anomalias positivas e negativas cobrem milhões de km2 dA SUPERFÍCIE TERRESTRE

    DA Sua resultante, serão afectadas as massas superficiais fluidas terrestres, sofrerão " agitação" se quiser tal como as partículas macroscópicas contidas nesses fluidos
    a atmosfera e a hidrosfera serão afectadas com consequências
    imprevisíveis

    excepto se alien's ou alienados vierem sugar os excedentes
    ou por milagre divino

    Mark C. Serreze
    National Snow and Ice Data Center (NSIDC)Cooperative Institute for Research in Environmental Sciences at the University of Colorado at Boulder
    4:01 PM
    lu chipher says...
    Latitude by height dependence of zonally averaged October–March temperature anomalies for 2050–2059, compared to 1979–2007 means
    (CCSM3)
    nem sequer me incomodo a tentar explicar, é desperdício de tempo
    há sempre algo mais desinteressante para o desperdiçar
    e como introdução, isso
    quer dizer que vai dizer mais sandices?
    provável seu físico do esférico de pacotilha
    devia ir para a universidade de évora há lá tantos do seu calibre
    para não falar do Trinity deve ser a influência jesuítica que permeia esses lugares

    ResponderEliminar
  19. Ó palhaço, está bem que tu próprio assumes que vens da lixeira, local onde a alfabetização não deve ser uma prioridade, mas podias pelo menos tentar escrever de maneira a que se percebesse melhor qual a doença mental de que padeces. Sem melhorares a comunicação, não é possível fazer um bom diagnóstico.

    Se não perdes tempo a explicar(não se sabe o quê), porque perdes tempo a ofender, grande otário?

    E vai chamar xéxé à tua mãezinha, porque tens de lavar a boca antes de falares de uma pessoa que fez algo pela sua comunidade, divulgando, sem ganhar nada com isso, verdade científica ao grande público. Discordas do que um especialista afirma? Mostra onde está o erro!

    Foi isso que pedi ao Ludwig, porque é que tu não te reservas ao silêncio? Pensa nisso...

    ResponderEliminar
  20. Lu chifer:

    "These, and sentences like them, are ethical sentences
    consegue ver similitudes no seu discurso?"

    Não.

    ResponderEliminar
  21. Jairo:


    "Ó palhaço, está bem que tu próprio assumes que vens da lixeira,"

    Tem mesmo de ser? Tens mesmo de vir logo com a carga toda? ja viste que isso desgasta a carga das palavras, de tal modo que vindo de ti começam a não ter significado?

    ResponderEliminar
  22. Jairo:

    "Discordas do que um especialista afirma? Mostra onde está o erro! "

    Ha muito mais especialistas a dizer o oposto. Estas a ecolher o que te convem. E ha sempre um especialista com a opinião oposta. É a natureza humana.

    ResponderEliminar
  23. 2010-08-05 (IM)

    "O mês de Julho de 2010 foi o Julho mais quente desde 1931,com um registo de 31,75ºC de média da temperatura máxima do ar e uma anomalia de + 3,0ºC em relação ao valor normal de 1971-2000.

    Esta é uma das conclusões que se pode encontrar no Relatório de Clima de Julho de 2010, que o IM agora disponibiliza, na sua Página..."

    Fónix, o que eu sei é que tá um calor do caraças!!!!

    ResponderEliminar
  24. Barba,

    «Inferir por aí que o problema reside no cepticismo é um pouco prematuro :).»

    O problema não é o cepticismo. Pelo contrário. O cepticismo é a solução. Mas cepticismo é ajustar as crenças às evidências. Por isso qualquer pessoa que se diga céptica acerca do aquecimento global – ou seja, que invoque o cepticismo para duvidar que a Terra esteja a aquecer – não está a ser céptica. Pelo contrário. Porque os dados que temos indicam claramente que a Terra está a aquecer.

    Já agora, respondendo a alguns outros comentadores, não me refiro aqui a modelos climáticos ou a previsões. Refiro-me aos dados que temos, e à variação da temperatura no último século.

    Que a actividade humana é uma das causas deste aquecimento já é mais dependente de modelos, mas mesmo assim é uma conclusão razoável. O CO2 tem esse efeito de diminuir a perda de calor por irradiação, nós temos libertado imenso CO2 de carbono que tem estado enterrado há milhões de anos, e o aumento de temperatura coincide com essa libertação. Quem disser que uma coisa não tem nada que ver com outra tem de explicar como é que aumentar o CO2 na atmosfera não afecta a temperatura e porque houve tamanha coincidência. Os modelos que usamos para concluir que o AG é antropogénico são limitados, mas os modelos alternativos são bastante mais rebuscados e frágeis, como mais premissas por justifica e coincidências estranhas. É por isso que o cepticismo me faz preferir a conclusão que o AG é, pelo menos em boa parte, antropogénico.

    Se alguém conhece um modelo que aponte para outras causas do AG, e que seja melhor – ou seja, que unifique mais dados e que dependa de menos premissas que não sejam suportadas por observação – então estou interessado em saber qual é esse modelo. Mas não me parece que ler as grandes obras dos pioneiros da climatologia seja relevante para resolver este problema específico. Aliás, por causa da minha experiência, quer profissional quer nestas coisas de discussões na net, sempre que alguém me manda ler as “grandes obras” sem me explicar nada fico desconfiado que também não percebe patavina :)

    ResponderEliminar
  25. "Os modelos que usamos para concluir que o AG é antropogénico são limitados, mas os modelos alternativos são bastante mais rebuscados e frágeis, como mais premissas por justifica e coincidências estranhas."

    Ò Ludwig, estás a insinuar que neste caso aplicas a "Navalha de Occam"?

    Tens de referenciar as tuas argumentações como deve ser.

    ResponderEliminar
  26. "Muitos criacionistas também se opõem a medidas de conservação ambiental. Em parte porque não gostam da ciência moderna, que desmascara o seu modelo infantil do universo. E em parte pela crença imbecil que o mundo vai acabar em breve e que, por isso, podemos estragar tudo à vontade"


    Eu sou crente. A minha crença não é imbecil. Gosto de ciência moderna. O meu modelo do Universo não é infantil (Existe desde sempre). Tenho a certeza de que o Mundo não vai acabar em breve. Penso que não podemos estragar tudo à vontade.... No fundo até acredito em todas as evidências que estão presentes e as conclusões que daí se retiram... Devo ser é um grande parvalhão por ser isto tudo ao mesmo tempo! Estranha esta psicologia humana cheia de incoerências!

    ResponderEliminar
  27. Francisco,

    "O meu modelo do Universo não é infantil"

    Logo, o Francisco não é criacionista. ;-)

    ResponderEliminar
  28. Jairo Entrecosto disse...
    Ó palhaço,
    Respeitinho ó imbecil....tenho mais graus académicos do que tu na
    universidade da 3ª idade

    entre os 22 e os 27 anos desmontei mais empresas industriais por essa europa fora, sem
    créditos nenhuns excepto monetários, logo imbecis estou farto, académicos que digam algo de jeito, ok
    agora aturar semi-analfabetos com o 5º ano dos liceus ou similares
    tem juízo ordure

    está bem que tu próprio assumes que vens da lixeira, local onde a alfabetização não deve ser uma prioridade,

    um imbecil alfabetizado, não deixa de ser um imbecil, idem para um doutor ou um emeritus
    eu sou um deus tu um pedaço de um animal imundo como te defines


    mas podias pelo menos tentar escrever de maneira a que se percebesse melhor qual a doença mental de que padeces....claro que és atrasado mental isso nem se discute


    Sem melhorares a comunicação, não é possível fazer um bom diagnóstico e tens lá tu pobre alimária capacidade de fazer um auto-diagnóstico da tua condição
    só te lamurias porque não vem ninguém ao meu blog ver as minhas .....
    as tuas quê sandices futebolísticas

    Se não perdes tempo a explicar(não se sabe o quê), porque perdes tempo a ofender, grande otário?
    é só saberes ler e teres o antigo 11º ano de físico-química
    se tens o 5ºano dos liceus obviamente és uma nódoa a termodinâmica
    tenho muita experiência a falar com imbecis, as universidades deste e da maioria dos países estão cheias, idem para institutos e laboratórios
    e empresas como é óbvio
    no lugarejo de onde vens o defeito genético deve ser imputado à consanguinidade

    ResponderEliminar
  29. Ponto 1-há correlações positivas entre a temperatura planetária e os niveis de CO2
    Ponto 2- há correlações entre as razões iosotópicas 018 016 e a temperatura
    há estudos desde os anos 60 e alguns bastante válidos
    há armazenamento de calor intra-sistema
    perdas dissipativas baixas

    nós temos libertado imenso CO2 CH4 geológicamente estável até à revolução industrial, e o aumento de temperatura tem provavelmente relação com essa libertação.
    Pois não há torradeiras extra-terrestres que forneçam essa energia

    Nem fontes terrestres conhecidas, as únicas que o fizeram no passado
    o vulcanismo associado às dorsais ou às fronteiras tectónicas, vai dar no mesmo, não são as responsáveis, pois o seu empolamento térmico
    como no passado levaria a subidas muito significativas do nível do mar

    geológicamente estima-se que o empolamento térmico possa potencialmente em períodos de grande actividade vulcânica
    provocar enrugamentos significativos da crosta oceânica
    e subidas do NMédio de muitas dezenas de metros 150-200 talvez
    as massas glaciares têm um potencial inferior
    isto é básico são paradigmas aceites
    se acontecem hoje ou não
    se ós 12ºC acima da média russa é um fenómeno localizado no tempo
    se + 1/4 de Km cúbico injectado na atmosfera na forma de vapor
    com um tempo de persistência vai fazer algo mais
    sei lá e vocês ainda menos

    ResponderEliminar
  30. Doutor,

    «Ò Ludwig, estás a insinuar que neste caso aplicas a "Navalha de Occam"?»

    Não. A navalha de Occam não serve para estes casos em que os elementos do modelo são passíveis de algum teste. Serve apenas para aqueles que não servem para nada.

    «Tens de referenciar as tuas argumentações como deve ser.»

    Senão multam-me, é?

    ResponderEliminar
  31. e nunca gostei de me considerar de uma élite, por ter conseguido fazer 572 cadeiras em 7 universidades e faculdades, sempre fui fútil e preguiçoso, mas quando faço o meu trabalho faço-o bem.
    Reconheço muitas pessoas com falta desses graus,que me são infinitamente intelectualmente e mesmo técnicamente superiores.
    Não admito é insultos nem de miúdos, nem da meia-idade de tertúlia de café, entendido ?

    ResponderEliminar
  32. para os puristas e para os que são lerdos queria dizer, os que me são infinitamente superiores, intelectualmente e mesmo técnicamente

    e houve milhares ao longo dos anos de todas as cores e feitios.
    Só quando tinha 12 anos é que tinha falta de senso crítico, hoje gosto de acreditar que não, como diz o outro
    A Ciência não é neutra...(falta só)porque as pessoas não o são
    eu estou a trocar diatribes com pessoas que não vejo há anos porque isto é um vício e se se paga temos que consumir...
    Agora ilusões de que da discussão nasça a luz, é preciso ser muito crente..

    ResponderEliminar
  33. Pedro Ferreira,

    Sejamos sérios a debater esta temática: não fosse o smiley simpático a piscar o olho no final da frase que aí colocaste, que denota sarcasmo, teria de invalidar categoricamente essa lógica que apresentas por evidente falácia Non sequitur. ;)

    Ludwig,

    Não. Estás errado. E não, não és multado. Por enquanto dizer calinadas não é passível de processo contra-ordenatório. Mas é melhor ires treinando...

    ResponderEliminar
  34. Doutor,

    Acho que estás a confundir o princípio da parcimónia (uma heurística que recomenda preferir os modelos mais simples enquanto não houver dados que justifiquem complicá-los) com a lâmina de Occam, que elimina definitivamente elementos inconsequentes do modelos (não multiplicar entidades desnecessárias).

    Quanto às calinadas, era mais útil que fosses mais explícito. Porque os teus comentários parecem mais ataques pessoais do que a discussão seja do que for. A que calinada te referes?

    ResponderEliminar
  35. Ludwig,

    Só para citar um exemplo:

    "franja extremista dos que negam tudo. Daqueles que estão para a climatologia como os criacionistas para a biologia"

    "Quando fiz um paralelo entre os criacionistas e os que negam o aquecimento global não sabia que a analogia era tão adequada. Mas usam exactamente as mesmas tácticas."

    Evidente falácia do tipo "A" baseado em "B" (Outro tipo de Conclusão Sofismática).

    O teu blog está cheio de ataques pessoais e falácias Argumentum ad Verecundiam ou Magister Dixit e vens tu agora queixar-te disso? Que raios! Leste aí a troca de galhardetes entre esses dois (Jairo Entrecosto e DeusSemAteusAdeus)?

    Isto está fora de controlo!

    ResponderEliminar
  36. Doutor,

    Esse paralelo entre criacionistas e quem nega o AG (que muitos criacionistas também negam) é uma conclusão suportada pelos exemplos que apresento -- deturpação de artigos científicos, selecção tendenciosa de dados, etc. Essa falácia do sofisma é uma em que a conclusão não tem nada que ver com as premissas, mas não é esse o caso -- os exemplos que dei são análogos a muitos exemplos de criacionistas que tenho aqui apresentado.

    Nota que uma falácia é uma inferência inválida, e não simplesmente algo de que discordes. E se aceitares as minhas premissas, que tanto os criacionistas como quem nega o AG tenta negar algo suportado por evidências sólidas e ambos usam estes truques que ilustro no post, infere-se daí que têm uma abordagem semelhante. Se discordas das premissas podes discordar da conclusão, mas isso não será por erro na inferência.

    «Isto está fora de controlo!»

    Sim. Mas só cá vem quem quer, e eu não tenho paciência para fazer de polícia. Se quisres, tens aí em baixo (por cima da caixa onde comentas) a ligação para um post onde explico como podes filtrar os comentários a teu gosto. Mas não tenho pachorra para estar a ler cada um dos comentários do Jairo e afins e decidir quais apago... se chegar ao próximo passo será um script para apagar todos :)

    Quanto a essas picardias do Jairo e afins, quero lá saber.

    ResponderEliminar
  37. Pronto Ludwig, só tenho mais uma coisa a acrescentar:

    Teres sempre a última palavra em todas as discussões pode não ser uma falácia, mas é irritante pra caramba!

    ResponderEliminar
  38. Ludwig:

    "se chegar ao próximo passo será um script para apagar todos :)"

    Que queres dizer?

    ResponderEliminar
  39. 1ºO blog está cheio de ataques pessoais,tal não é possível, pois ataques entre marionetes, é coisa que não existe.

    2ºtanto quanto sei Jairo Entrecosto pode ser Doutor destacado, nalgum ministério ou secretário de estado, tive vários ex-secretários como professores, regressam mais biliosos, logo é possível.
    3ºe o Dr.Dr. ou Dr. Engenheiro? contínuo num instituto, ou office boy, ou Deus nos livre consultor.

    3ºe DeusSemAteusAdeus não pode ser palhaço, porque está provado que 4 palhaços ganham 2 milhões euros/ano na Portugal Telecom
    logo palhaço teria de ganhar 500mil E ou 100mil contos

    $ºe falácias Argumentum ad Verecundiam
    ou Magister Dixit sempre detestei estas, há muitos destes hoje, falácias vivas
    latinórias

    $$ºLeste aí a troca de galhardetes entre esses dois, aparentemente vossa excelência leu..
    A minha marionética pessoa diverte-se nisto

    Isto está fora de controlo!O aquecimento global?
    sem dúvida basta ver:
    http://1.bp.blogspot.com/_WCXqUi9cq0c/TGA1Upxw_kI/AAAAAAAAACQ/Pv-ORBZlnaY/s1600/SerrezeBarreteyMarikasDaHollanda.jpg

    http://2.bp.blogspot.com/_WCXqUi9cq0c/TGA121EA7OI/AAAAAAAAACY/NxkNGAGT5j8/s1600/ZWALLYEffectKappaoSteffenohTedescoTudesco.jpg

    http://2.bp.blogspot.com/_WCXqUi9cq0c/TGA06CTLzHI/AAAAAAAAACI/fLm8VWQTPuc/s1600/GISSanalysis.jpg

    Que quer sou um espírito simples
    Um imbecil licenciado como tantos

    ResponderEliminar
  40. Ludwig,

    Consegues deturpar praticamente tudo o que eu disse no email. Se és homem, publica aqui na íntegra o email que te enviei!

    Da minha parte, a resposta foi dada no meu blog.

    Ecotretas

    ResponderEliminar
  41. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar
  42. EcoTretas disse... Consigo deturpar tudo
    estagno no meu blog como a massa de ar sobre o Donetz e córregos afins
    Ardo na raiva do esquecimento global
    é próprio dos blogs e das massas de ar desvanecerem-se
    pelo que tenho visto
    hope se és...isto é muito machista
    enfim exigências eu também queria que as condições climáticas prevalecessem mais uns 10 anos, todos queremos algo
    atenção, tretas,$, fama, esquecimento, morte, vida, saúde e quejandos
    raramente temos o que queremos seu eco, geralmente é a negativa
    que se sobrepõe....cenas

    ResponderEliminar
  43. Sr Ecotretas.

    Estive a ler o seu blog e é me facil imaginar o conteudo do referido email.

    Ainda tem a piada de chamar religião aos que divulgam a climatologia cientifica enquanto tem um blogue que praticamente não fala de mais nada. Dá se conta da estupidez ou nem por isso? Faz lembrar os criacionistas a falar da religião meterialista....

    La esta. Tal e qual os criacionistas.

    ResponderEliminar
  44. Sr Jão geralmente não dou nada, mas dou-lhe um concelho:Guarda

    é fresquinho longe de falhas tectónicas importantes
    muita animalia para tratar
    como deve durar mais uns 60 anos é ideal

    ler Ecotretas ...pode ser prejudicial para a saúde e diminuir a fertilidade

    há tanta coisa mais interessante para desperdiçar o tempo
    eu estou vendo grilos a saltar
    é calmante e dizem que dão boa sorte

    ResponderEliminar
  45. 40,5ºC e eu que escolhi esta terra por causa da brisa marítima
    e só previam 37ºC
    se matarmos os Metereologistas e afins isto melhora...

    ResponderEliminar
  46. Professores universitários devem investigar e ensinar. O que não devem é escrever tretas mesmo em blog. Não lhes fica bem. Devem fazer prevalecer o método científico ao invés da religião. Para isso estão cá os outros, como eu, que escrevo o que penso mas em necessidade de provar nada.

    ResponderEliminar
  47. Kão Vadio disse... que escrevo o que penso mas em necessidade de provar nada


    provou-o completamente na última frase
    a kada kão seus ossos y opiniões

    ResponderEliminar
  48. estudo bem marcado de Jean-Michel Gilbert
    está em vários lugares da net

    En France, les arbres de forêts grandissent plus vite qu'avant. En 100 ans, les chênes ont pratiquement gagné 10 mètres de plus ! Quelles sont donc les raisons du « géantisme » des arbres de nos forêts ? Au Cemagref, des chercheurs se sont intéressés au pin laricio, au chêne et au pin d'Alep pour comprendre l'accélération de leur croissance.
    Le climat a-t-il un impact sur la croissance des arbres ? Pour répondre à cette question, il faut pouvoir comparer la croissance actuelle des arbres avec ce qu'elle était autrefois. La mesure de la croissance de l'arbre peut être repérée par un accroissement du diamètre de son tronc et par une augmentation de sa hauteur. Le prélèvement d'un morceau du tronc par carottage permet de connaître l'âge, la vitesse de croissance et la densité du bois.
    Ces mesures sont précieuses mais le diamètre du tronc dépend aussi des techniques utilisées en sylviculture. Ainsi, en futaie régulière, plus un peuplement est dense avec des arbres serrés, moins le tronc est épais. En revanche, la croissance en hauteur de l'arbre est plus indépendante du mode de gestion de la forêt. Il suffit de calculer la distance entre deux verticilles (départs des branches sur le tronc) pour connaître la croissance annuelle de l'arbre. Cette technique permet de remonter le temps en mesurant la distance entre chaque départ de branches, du sommet de l'arbre vers son pied. Si cette technique est relativement facile à appliquer aux résineux, véritables modèles du genre, elle se complique pour les feuillus qui ne présentent pas de verticilles. Un modèle de croissance élaboré pour chaque essence permet, avec l'âge et la hauteur actuelle de l'arbre de connaître la taille de l'arbre tout au long de sa vie. Et là les résultats sont surprenants.
    La forêt d'aujourd'hui, pouponnière pour les géants de demain Une étude menée en France par Jean-Michel Gilbert dans la région Centre et des Pays de Loire a porté sur le pin laricio en futaie régulière. Une centaine de peuplements âgés de 15 à 70 ans ont été étudiés. La croissance en hauteur des jeunes peuplements est de 20 à 30 % supérieure à celle des peuplements plus âgés. De même, Laurent Bergès a étudié des peuplements de chênes dans les Pays de Loire, dans le Centre et le Nord-Est de la France dont l'âge varie de 50-60 ans à 180 ans. Les mesures de la hauteur des arbres révèlent que les jeunes peuplements sont plus grands que les vieux peuplements au même âge. En dix ans, les arbres sont plus hauts de 1 mètre. Cela représente tout de même entre 8 et 10 mètres de gagnés en 100 ans. La biomasse a augmenté de 62 % entre 1811 et 1993. Elle est passée de 10,4 kg/m3 à 16,8 kg/m3. Depuis 70 ans, 1,5 fois plus de bois est produit en une saison. Cette tendance s'accélère encore depuis la fin des années 50. Un résultat positif mitigé cependant par une densité du bois légèrement plus faible.
    En Provence, le constat est le même. Une étude menée par Michel Vennetier sur des futaies irrégulières de pins d'Alep a mis en évidence l'augmentation de la croissance du pin depuis une centaine d'années. 215 placettes ont été disposées dans des peuplements naturels de pins d'Alep. 800 arbres dont l'âge varie de 30 à 180 ans ont été auscultés. La croissance des arbres a aussi été calculée en utilisant leur hauteur. Résultat : depuis la fin du XIX ème siècle, les arbres grandissent plus vite.
    Leur taille augmente de 4,5 cm par an soit un gain de plus de 4 m en 100 ans. De nos jours, la croissance des arbres s'accélère encore avec 6 cm par an.
    Isto não é uma evidência da maior taxa fotossintética líquida
    devido a aumento da [co2]? talvez seja
    é uma indicação que há alterações significativas

    ResponderEliminar
  49. Relembro o que o Barba Rija disse:

    "Fossem todos os cépticos do calibre do Marcel, a discussão seria muito diferente, no tom, na qualidade, e com uma produtividade muito superior."

    Trouxe aqui as palavras e breve resumo do curriculum de Rui G: Moura

    "(...)dediquei-me ao estudo aprofundado da climatologia para tirar dúvidas e enriquecer os meus conhecimentos. (...) descobri os trabalhos do climatologista francês Prof. Marcel Leroux, que fazia parte do fórum. (...) O Prof. Marcel Leroux mostrou-se desde logo aberto a me facilitar o caminho dos seus vastíssimos conhecimentos. Deu-me o privilégio de me considerar seu amigo e discípulo"

    Rui G. Moura sempre disse que o aquecimento global causado pelo homem era um mito.

    Trouxe eu aqui algum dado falso?

    Não. Lancei dados para uma discussão, já que alguém disse que cépticos na linha de Marcel Leroux tornavam a discussão interessante. Aqui ficaram com um, português e tudo. Que tem um blogue onde o Ludwig pode mostrar-me onde estão as tretas.

    Pois bem, feito isto, apareceu um comentador a insultar-me a mim e, pior que isso, a memória de Rui Moura( tratar um estudioso que fez algo pela sua comunidade como "xexé" e não fazer uma crítica séria e fundamentada ao trabalho do homem, é nojento; mero ataque pessoal desse cão raivoso que, sabe-se lá porquê, não gostou do meu comentário).
    Respondi à letra e outros comentadores queixam-se como se eu não tivesse sido provocado. Já vos conheço o truque e a imparcialidade, adiante.

    Concluo que não é do vosso interesse debater a questão. O João, quando eu relembrei que para discordar daquilo que um especialista diz, são precisos argumentos, fez logo o seguinte comentário:

    "Ha muito mais especialistas a dizer o oposto. Estas a ecolher o que te convem. E ha sempre um especialista com a opinião oposta. É a natureza humana."

    Quem escolhe o que lhe convém é o João, neste caso, prefere continuar a acreditar que o aquecimento global é causado pelo homem porque lhe disseram que há mais especialistas que dizem sim. E ele tem fé, pronto, o que se há-de fazer: para um simples pedido: mostra em que estava o especialista Rui Moura errado( até pode ser citar uma crítica de outro especialista português em clima), o João afirma a sua esperança de que há "mais" especialistas a afirmar o contrário. Palhaçada completa, com todo o respeito que os profissionais do circo merecem.

    .

    ResponderEliminar
  50. Já o Ludwig, admite que não percebe nada do assunto: "Aliás, por causa da minha experiência, quer profissional quer nestas coisas de discussões na net, sempre que alguém me manda ler as “grandes obras” sem me explicar nada fico desconfiado que também não percebe patavina :)"

    Repararam no "também"?

    Então, o homem vem para aqui anunciar ao mundo que o céptico no AGA é isto e aquilo e menospreza arrogante e taxativamente todos os que discordem dessa realidade como facto. Se ele faz a alegação é óbvio que está obrigado a demonstrar em que estava errado um especialista que afirma que não existe AGA.

    Vejamos:

    Rui Moura: estudioso do clima e discípulo de uma autoridade mundial na matéria. Diz que não há AGA.

    Ludwig Krippahl: não percebe patavina de clima e diz que o AGA é real. Se lhe pedem para demonstrar porque é ele e não Rui Moura quem está certo, responde que quem aconselha a ler e criticar especialistas não percebe nada do assunto.


    Eu vou concluir este comentário com o seguinte:

    -Sempre que alguém se mete a palpitar que algo é assim ou assado, sem explicar nada e recusando provar que é ele, e não o especialista que o desmente, quem está certo, fico com a certeza de que estou perante um tipo que não tem responsabilidade nem honestidade intelectual.

    Note-se que referi o facto de terem sido os cépticos do AGA ( semelhentes a criacionistas lunáticos segundo o Ludwig) a terem demonstrado que o mais famoso proponente do AGA é um aldrabão, o senhor Al Gore. Não foram os numerosos "especialistas" do João.
    Se fosse por esses, ainda hoje o mentiroso Gore não teria sido desmascarado. Como foi.
    O imbecil "AteuSemDeus", saiba que não foram aves raras como ele e os seus amigos a fazerem esse serviço público; mas "xexés" como Rui Moura e outros, por todo o mundo.

    Assim,para não chocar a princesa João com palavreado azedo, despeço-me com amizade e carinho.

    ResponderEliminar
  51. 97 a 98% dos cientistas do clima consideram que o aumento da temperatura é antropogenico.

    E no entanto quem é importante é o Rui Moura. E a vossa opinião.

    Errado.

    ResponderEliminar
  52. http://scienceblogs.com.br/discutindoecologia/2010/07/podemos_confiar_ou_nao_na_cien.php

    ResponderEliminar
  53. Ludwig, cá está mais uma falácia que ilustra como este blog tem falta de qualidade argumentativa:

    João disse "97 a 98% dos cientistas do clima consideram que o aumento da temperatura é antropogenico. E no entanto quem é importante é o Rui Moura. E a vossa opinião."

    Ou seja, ele insinua que por haver 97% a 98% de cientistas a dizer uma coisa, que então se pode concluir que eles é que estão certos. Evidente falácia do tipo Argumentum ad populum.

    Aliás, os comments do João estão sempre cheios de erros deste género pois ele vem aqui sempre como que dono da verdade, abusando de Magister dixit, mas na primeira pessoa.

    Eu não estou chateado com isto, até me divirto. Mas então não tentem passar a imagem que neste blog se discute seriamente porque isto está cheio de calinadas.

    Se é para se falar do AG, como resultado de actividades antropogénicas, podiam argumentar de modo diferente como alguns outros aqui fizeram, apresentado argumentos razoáveis e bem estruturados.

    ResponderEliminar
  54. Ou seja, ele insinua que por haver 97% a 98% de cientistas a dizer uma coisa, que então se pode concluir que eles é que estão certos.

    Não são so cientistas , são academias, universidades, etc

    E de facto quando cerca de 99% dos cientistas confirmam uma teoria, com dados , com modelos etc, não chega aparecer um qualquer e dizer eu discordo.


    Para grandes afirmações são necessárias grandes provas, o que até agora para o pessoas do campo da negação não tem andado muito bem.

    ResponderEliminar
  55. Doutor:

    "Evidente falácia do tipo Argumentum ad populum."

    Não. Estamos a falar de especialistas.

    "os comments do João estão sempre cheios de erros deste género"


    Não, não estão. Mas se me apontares onde talvez possamos discutir sobre isso em vez de atirares as discordancias que tens comigo para cima do Ludwig.

    "Eu não estou chateado com isto, até me divirto"

    Ainda bem porque eu tambem. Agora não é por isso que não podemos discutir coisas sérias. Afirmações mal sustentadas qualquer um pode fazer, por isso ou sustentas essas tretas quie dizes de mim ou tambem não valem o suficiente para eu perder mais tempo com isso.

    Se queres aprender alguma coisa vieste ao lugar certo. Eu farto-me de aprender.

    Se não queres aprender... Bem, isto é a casa do Ludwig, mas parece-me que ele ja te disse o que pensava.

    ResponderEliminar
  56. Joao,


    Eh pa eu acho que o Doutor tem razao... Tu não pescas nada disto sargalho! Para la de ser falacioso.

    "não valem o suficiente para eu perder mais tempo com isso"
    Eu cá acho que vais perder tempo com isso porque és daquelas gajinhas irritantes que têm sempre de ter a última palavra numa discussão"

    "Eu farto-me de aprender"
    Eu cá acho que continuas uma abécula, mas isto sou eu...

    ResponderEliminar
  57. Doutor,

    «Ludwig, cá está mais uma falácia que ilustra como este blog tem falta de qualidade argumentativa:»

    Não sei bem o que julgas que é um blog mas, como já te expliquei, eu respondo apenas por aquilo que eu escrevo. Talvez se os meus filhos comentassem aqui também tivesse de assumir alguma responsabilidade. Mas não tenho tempo para ser pai desta gente toda...

    «Teres sempre a última palavra em todas as discussões pode não ser uma falácia, mas é irritante pra caramba!»

    Peço desculpa. Quando falam comigo presumo que querem que fale de volta. Mas se te irrita, fica registado. Prometo não te responder mais :)

    ResponderEliminar
  58. EcoTretas,

    «Consegues deturpar praticamente tudo o que eu disse no email. Se és homem, publica aqui na íntegra o email que te enviei!»

    Penso que não tem nada que ver com ser homem. Se perdeste o email e queres que seja eu a colar aqui, tudo bem, era só pedir. Aqui vai:

    «Para um Professor Universitário, o seu post http://ktreta.blogspot.com/2010/07/resumido.html é uma verdadeira TRETA! O CO2 não é um gás poluente, e como bioquímico, devia saber que o CO2 é a base da fotossíntese! Fico sem saber, se com essa postura, não cozinha também a sua investigação...»

    Quanto à tua resposta, não vi lá nada de relevante para o aquecimento global...

    ResponderEliminar
  59. Ludwig:



    Mas não me vais dizer que a minha acusação de que escolher o Gonçalo Moura entre uma maioria de especialistas contra o AGA é um apelo à populaça da minha parte, pois não?

    ResponderEliminar
  60. Ludwig:

    Nem uma palavrinha em meu beneficio tambem é um pouco estranho. Ja vi que escuso de te pedir uma carta de recomendação. :P

    E eu a pensar que podia ser um apostolo... Granda cena.

    ResponderEliminar
  61. Pronto eu dou ó apóstolo
    A maioria dos Climatologistas de renome, entre eles já que queremos um Portugês, Ricardo Jorge Frutuoso de Aguiar é licenciado em Física (Geofísica) e doutorado em Física (Meteorologia),
    Fez inúmeros estudos de prospectiva energética e de impacto, adaptação e mitigação das alterações climáticas.
    Foi infelizmente, Assessor do Secretário de Estado Adjunto do Ambiente,
    orientou Projectos nacionais e internacionais nas áreas de climatologia aplicada
    Nos anos 80 publicou os primeiros trabalhos na área das alterações
    climáticas em Portugal
    é sua a autoria do modelo MISP, um
    modelo integrado de actividade sectorial, energia e emissões em Portugal que permite
    cenarizar trajectórias de emissões de GEE nacionais até 2070
    QUE NÃO SÃO FAMOSAS Mas também não estou cá quem tenha filhos ou netos que se preocupe ou esconda a cabeça como avestruz..
    Seu João, apesar de estar do lado da razão...não espere conversões
    nada no mundo vai mudar morram 21.000 moscovitas por mês ou 30mil paquis, mesmo quando morrerem aos 20 milhões como na década de 80
    etíopes,sudaneses,quenianos e pretos em geral caiam em todo o Sahel
    ninguém fez grande coisa, reze por uma super-erupção e injecção de SO2
    na atmosfera
    pois você é ateu e não reza...agora esperar que Barbas, que tem capacidade mental mas alguma cegueira ou outros lhe deêm razão por melhor que seja a sua argumentação é parvoeira...
    Olhe o Jorge Aguiar deu uma entrevista ontem na RTPN, deve estar algures na net suponho, calmo e não comprometido
    o Gonçalo Moura não sei quem é deve ser um dos novos...
    hoje há tantos

    ResponderEliminar
  62. e lá por se ter finado, não merece mais respeito que os técnicos pakis que morreram com o seu açudezinho, ficaram até ao fim a abrir as comportas, imbecis....tivessem fugido...é melhor viver sem honra
    (conceito idiótico) que morrer afogado

    Para o animal impuro segundo o Deus dos Hebreus...sem comentários

    ResponderEliminar
  63. Temo que o senhor Ludwig Krippahl apenas ontem tenha visto o filme do Al Gore e resolvido fazer um posto sobre o aquecimento Global. Muita pouca substancia para tantos ataques.

    ResponderEliminar
  64. Alex D'Silva,

    «Temo que o senhor Ludwig Krippahl apenas ontem tenha visto o filme do Al Gore»

    Nunca cheguei a ver o filme do Al Gore. Faltou-me sempre ou tempo ou a paciência. Mas não vejo o que isso tenha que ver com o post...

    ResponderEliminar
  65. Don Hardy was a distinguished writer, painter, publisher as well as a tattoo maker known the world over until he was contacted by Christian Audigier wholesale cheap Ed hardy bandbags in the year 2004 to start on a new line of clothes. Known as the Ed hardy clothes line, Don Hardy had the talent in wholesale cheap Ed hardy jackets him to bring forth a variety of attire that not only displayed his great skills in making tattoos but also exhibited why he was selected for a task hat most others failed to execute. The Ed hardy clothing line is the result of Ed hardy’s hard work and includes just about everything from clothes for men as well as women besides shoes,wholesale Ed hardy bandbags and caps.
    The colors that are normally used in wholesale cheap Ed hardy clothes are luxuriant and bright, wholesale cheap Ed hardy T-shirt the tees are the work of an artist and the swimwear is imprinted with a generous measure of tattoo designs while the sunglasses and caps come along with an onslaught of drawings which could wholesale cheap Ed hardy jackets put even the best of designers a run for their money. In other words, theEd hardy Clothes Line is a great piece of artistic work which definitely stands out from the rest of the crowd.

    ResponderEliminar

Se quiser filtrar algum ou alguns comentadores consulte este post.