sábado, abril 25, 2009

Treta da semana: Os hipersensíveis.

«Hipersensiveis, Higly Sensitive, Innate Sensitive, Empath, Criança Indigo, Criança Cristal, estes são alguns dos termos utilizados para referir todos aqueles que possuem Hipersensibilidade (sobre os estímulos sensoriais).»(1) Mas isto é mais que uma mera agregação de tretas. É científico. «É um dado cientifico que cerca de 15% a 20% da população é mais sensível aos estímulos». Mais sensíveis que quê? perguntam vocês. Também não sei. Presumo que sejam mais sensíveis que os 80% a 85% da população que são menos.

Estas estatísticas são fascinantes. É um dado igualmente científico que 48% dos condutores têm mais acidentes e 32% das crianças adoecem mais facilmente. E o grande problema do nosso sistema educativo é que mais de metade dos alunos têm notas piores que os restantes. Estes graves problemas só se resolverão quando houver uma noção elementar de estatística.

O autor do site também esclarece a origem da hipersensibilidade, que «decorre de um traço genético especifico, que pode ser herdado de país hipersensiveis ou simplesmente ser adquirido à nascença». Se este também for um dado científico vai revolucionar a genética molecular quando elucidarem o mecanismo que permite adquirir traços genéticos quando se nasce, em vez de nove meses antes, que é quando normalmente se adquire estas coisas.

Quem divulgou a hipersensibilidade foi Elaine Aron, autora do livro The Highly Sensitive Person, com um milhão de cópias vendidas (2). No site podemos fazer um teste para ver se somos altamente sensíveis ou se temos uma criança altamente sensível. O teste para as crianças tem vinte itens, cada um a ser marcado se for «verdadeiro ou pelo menos moderadamente verdadeiro para a sua criança, ou se já foi durante algum tempo». Visam identificar traços raros nas crianças, como «queixa-se quando a roupa faz comichão», «tem dificuldade em adormecer depois de um dia excitante», «faz muitas perguntas» ou «é muito sensível à dor». Com treze ou mais respostas afirmativas a criança é, provavelmente, muito sensível. Mas se não marcamos treze não faz mal. «se só uma ou duas questões forem verdadeiras para a sua criança, mas se forem extremamente verdadeiras, pode ser justificado dizer que a sua criança é altamente sensível». Eu deixava também um aviso: “Se a sua criança não passa este teste de hipersensibilidade e não for um boneco de madeira leve-a imediatamente ao médico.”

Há negócios que são bons mesmo em tempo de crise. Dizer às pessoas que são especiais ou, melhor ainda, que os seus filhos são hiper-mega-super-qualquer coisa, é sempre uma boa maneira de lhes vender tretas.

1- Hipersensibilidade.org
2- The Highly Sensitive Person
3- Is Your Child Highly Sensitive?

44 comentários:

  1. E a hiperpalermice...será que existe?

    Se calhar chama-se 25 de Abril!

    ResponderEliminar
  2. Mário Miguel26/04/09, 01:13

    Zeca Portuga,

    Entonces a velha senhora é que era?!

    ResponderEliminar
  3. Mário Miguel26/04/09, 01:15

    LK,

    E aquela cena da Lei de Poe, lendo isto bem podia ser gozo.

    ResponderEliminar
  4. Nuno Gaspar26/04/09, 01:57

    Ludwig,
    Até que enfim que fala mesmo de tretas.

    ResponderEliminar
  5. A propósito destes testes:

    "Yes, it is true," he was saying, "that sometimes unusually intelligent and sensitive children can appear to be stupid. But, Mrs Benson, stupid children can sometimes appear to be stupid as well. I think that's something you might have to consider. I know it's very painful, yes. Good day, Mrs Benson."
    Douglas Adams, The Long Dark Tea Time of the Soul.

    Há sempre que considerar todas as hipóteses.

    Outro ponto giro é a questão de algumas respostas poderem ser "extremamente verdadeiras". Eu sei o que eles querem dizer, mas não foi o que disseram. Não creio que os conhecimentos de Lógica aqui envolvidos excedam os de Estatística. Oh, well...

    ResponderEliminar
  6. Mário Miguel26/04/09, 03:03

    Nuno,

    Se não tens reparado, o Ludwig fala, e muito, de religiões... Andas distraído :)

    ResponderEliminar
  7. Estás a chover no molhado. Eu passo a explicar :

    Há um grupo de pessoas que sente quase intuitivamente a aldrabice. A maioria, graças a Deus, não.

    Os esquemas em pirâmide, o cartão que dá tanta, mas mesmo tantos descontos, bruxaria, magia,e religiões várias.

    A maioria do pessoal compra time sharings, tem um esquema de desdobramentos infalíveis para ganhar no euro-milhões, compra produtos mágicos, maravilhosos e de resultados infalíveis. Enfim oportunidades únicas.

    O grande especialista disto, Deus o tenha na Sua Santa presença, foi P.T. Barnum que descobriu o efeito que tem o seu nome.

    Este é mais um dos esquemas de sacar guita aos incautos.

    Como diria um amigo meu mito ligado a casinos: só os tolos jogam no casino e os tolos, por definição gastam o dinheiro mal gasto. Ora antes aqui que noutro sitio qualquer.

    Não te chateies muito com estas coisas... se não fossem estes eram outros com uma Zen-talasso-terapia-ludica que transforma todas as crianças em géniozinhos.

    By de way:
    Tenho sido bastamente convidado para jantares de negócios em pirâmide. Come-se bué de bem.
    Só não aconselho a Elite new qualquercoisa ( os gajos que trouxeram cá o tal do segredo)
    Embora seja em bons hoteis a comida é má.
    Infelizmente já começo a ser conhecido e os convites vão rareando.

    ResponderEliminar
  8. Sousa,

    «Há um grupo de pessoas que sente quase intuitivamente a aldrabice. A maioria, graças a Deus, não.»

    Eu penso que é mais complexo que isso, em dois aspectos importantes.

    Parte da atitude é inata e intuitiva, mas parte pode ser aprendida. A prática pode-nos tornar mais resistentes à aldrabice.

    Além disso, estas aldrabices evoluem para se adaptar a nichos psicológicos e sociais. Cada pessoa não acredita em tudo. O Nuno Gaspar deu um bom exemplo desta especiação ao implicar que esta é que é mesmo uma aldrabice, enquanto que as discussões anteriores sobre os milagres, o frigorífico, os malefícios do preservativo e afins já não. Isso era, como diria o Zeca, coisa séria.

    Por isso penso que há esperança. Se mostrarmos várias tretas, pessoas que aceitam umas e rejeitam outras podem começar a pensar porquê essa diferença. E pensar nisso dá a tal prática para resistir a mais tretas.

    ResponderEliminar
  9. Grave, grave, parece-me o facto do Ministério da Educação ter registado a Fundação Casa Índigo como Ipss e permitir que essa corja saque o dinheito do bolso de professores em cursos «índigo» afirmando que têm o reconhecimento do ME. E se calhar têm mesmo, o que explica muita coisa num país onde o PR faz voluntariamente figura de urso em Roma.
    Cristy

    ResponderEliminar
  10. Cristy,

    Também já tinha visto isso, mas fiquei com a impressão que até um infantário pode ser uma IPSS, e que seria mais ou menos nesta vertente que a casa índigo tinha obtido esse estatuto...

    ResponderEliminar
  11. "Zeca Portuga,

    Entonces a velha senhora é que era?!"
    Como já expliquei no blog, não tenho grande simpatia por esta data: a diferença entre Socrates e Salazar está na honestidade e não nas políticas (advinhe lá qual é o mais sério.

    A hipersensibilidade existe. O LK acrescenta-a ao seu rol de anedotas, ou por desconheimento ou por má-fé. Pouco me interessam as causas, pois os dois comportamentos são condenáveis.

    A hipersensibilidade pode levar à morte, mas para o LK é uma treta.

    Diz um comentador que o LK fala muito de religião. Não é verdade, claro!

    O LK nunca falou de religião, porque nem sabe o que isso é. O LK limita-se a dizer mal de tudo - chama isso "pensamento crítico".

    No fundo lança para o ar umas atoradas sem nexo, e algumas pessoas, para se divertirem comentam... é só isso e mais nada.

    Ninguém acredita que uma pessoa como o LK não sabe o que é a hipersensibilidade e os problemas que traz!!!!!!!!

    ResponderEliminar
  12. Ludi,
    não obsta a que eles continuem a fazer publicidade com a aprovação do minsitério, e esse ainda não se pronunciou, apesar de haver deputados que já se insurgiram e pediram explicações.
    De resto, um infantário parece-me que tem alguma utilidade social, os azulinhos só lá setsão para sacar dinheiro do bolso dos incautos.
    Cristy

    P.S. Para o PAC: verificação de palavars «unitist» :-)

    ResponderEliminar
  13. Eu tinha ficado com a ideia que eram IPSS precisamente por terem um infantário. Mas não me lembro porque é que fiquei com essa ideia.

    Mas não sabia que já tinha havido protestos de deputados. Isso é mais interessante.

    ResponderEliminar
  14. Nuno Gaspar26/04/09, 15:14

    Ludwig,
    "O Nuno Gaspar deu um bom exemplo desta especiação ao implicar que esta é que é mesmo uma aldrabice, enquanto que as discussões anteriores sobre os milagres, o frigorífico, os malefícios do preservativo e afins já não."

    De facto, neste caso fala de tretas. Nos outros casos faz conversa de treta sobre esses assuntos. Mas tem quem o acompanhe.

    ResponderEliminar
  15. Mea culpa, podia ter-te alertado. Mas n#ao gosto de andar a chatear com mails a toda a hora :-). A deputada que se insurgiu é a Ana Drago, do Bloco de Esquerda. Penso que até agora sem consequências
    Cristy

    ResponderEliminar
  16. Nuno Gaspar:
    não se enterre mais.
    Cristy

    ResponderEliminar
  17. Nuno Gaspar26/04/09, 16:00

    Olá Cristy!
    Sinto uma pequena descarga de adrenalina sempre que leio um comentário seu. Gostava de a conhecer.

    ResponderEliminar
  18. Mário Miguel26/04/09, 16:08

    Nuno Gapar,

    Será da primavera? Parece-me que esta musiquinha se adequa ao teu estado de espírito :)))))

    Que a Cristy me desculpe qualquer coisinha.

    ResponderEliminar
  19. Nuno Gomes
    parece-me que está a confundir a adrenalina com a bílis. Mas ouöa a musiquinha do Mário e esqueça aqui a corja ateísta por uns segundos...
    Cristy

    ResponderEliminar
  20. Segundo o expresso a acreditação desse curso foi retirada. A explicação é que a acreditação foi concedida ao Centro de Formação de Professores de Cascais, sem mencionar as coisas dos índigo.

    Mas não diz se vai haver alguma sanção por acreditarem uma coisa e fazerem outra...

    ResponderEliminar
  21. (O Expresso de ontem, em papel... não encontrei a notícia na net)

    ResponderEliminar
  22. no meu tempo a hiperssensibilidade chamava-se «ser mal criado» e as mamãs e papás em vez de tirarem cursos indigo aplicavam uma lambada bem dada e a coisa resolvia-se, e curiosamente esta tecnica ainda resulta hoje em dia...

    ResponderEliminar
  23. e quem escrevia hipersensibilidade com 2 esses tb se arriscava a uma lamparina....

    ResponderEliminar
  24. Mário Miguel27/04/09, 00:15

    Zeca,

    «Como já expliquei no blog, não tenho grande simpatia por esta data: a diferença entre Socrates e Salazar está na honestidade e não nas políticas (advinhe lá qual é o mais sério.»Pois, mas não me digas que é preferível a honestidade ditatorial e pidesca do Salazar, deves ter saudades dos três F's, em particular do de Fátima.

    ResponderEliminar
  25. (O Expresso de ontem, em papel... não encontrei a notícia na net)

    Estás mais actualizado do que eu :-) E sonfesso já tenho pouca paciênca para o Expresso.
    Cristy

    ResponderEliminar
  26. A hipersensibilidade pode levar à morte,


    É verdade, por exemplo à penicilina, ao amendoin, à picada de abelha, chama-se choque estamínico e é desagradável.
    Eu sou hipersensível à picada de abelha, um dia, num concerto de verão fui atacado por um ninho de vespas que estavam no chão. Pendo que tinham caído de uma árvore e ao por a tenda picaram-me uma 3 a quatro vezes. Não fosse uma data de Zirtecs e depois umas cervejas para esquecer o perigo, acho que teria quinado, por isso eu sei, EU SOU HIPERSENSÌVEL.
    Serei indigo »????

    ResponderEliminar
  27. Agora a sério, não concordo nada com a ideia que como as pessoas são enganáveis se não forem estes serão outros a vender a banha da cobra.
    Primeiro porque vivemos num páis com dois milhões de pobres, que depois calham de ser as vítimas destas fraudes.
    Segundo temos cada vez mais idosos que são mais vulneráveis a estes esquemas.

    E para terminar não qesquecer que os contratos que são celebrados entre as pessoas e o esquema , são na maioria das vezes feitos através de uma financiamento por uma SFAC, i.e., uma dessas empresas de acesso a c´redito.

    Conclusão , a pessoa compra um colchão por 5000 euros a uns tretas, mas endividou-se com o banco.

    enfium.

    ResponderEliminar
  28. "A maior parte das pessoas entra numa sala e repara nas pessoas que estão lá, um [hipersensível] pode ter consciência imediata de se é benvindo, das disposições, amizades e rivalidades, da frescura ou aridez do ar, a personalidade de quem arranjou as flores [...]

    - The Higly Sensitive Person, tradução, pp4"

    Isto é tenebroso, porque pode esconder até comportamentos patológicos sobre a capa da hipersensibilidade.
    Como sempre, estas porcarias são perigosas do ponto de vista de saúde pública.

    ResponderEliminar
  29. Por falar em tretas deixo um link de um código da bíblia, interessante artigo.:

    http://scienceblogs.com/goodmath/2009/04/yet_another_bible_code_bozo.php#more

    ResponderEliminar
  30. Nuvens:

    Era, exactamente, a essa hipersensibilidade que eu me referia.
    Quanto a "índigo", não comento, porque disso não sei nada.

    Pode ser algo de sério, ou uma treta como o ateísmo.

    O certo é que nunca me esquecerei de uma história interessante:

    Há uns anos, um colega meu vindo dos confins da urss, trouxe uma máquina maravilha.

    Correu a mostrar-me o prodígio que fotografava a "aura" das pessoas. Vi algumas fotografias, incluindo uma minha em que eu parecia mais um fantasma.
    Acho que a máquina não fazia mais do que fotografar na banda de infravermelhos. Mas para ele e mais alguns colegas da IST, tratava-se de algo muito sério.

    (enfim... "pensamento crítico!!!!)

    Não acreditei, não acredito.

    Mas, porque não acredito, não comento!!!

    ResponderEliminar
  31. Ah, é verdade!... Salazar existiu mesmo. Pelos visto era uma pessoa com tanta capaciae que, mesmo morto há quase quarente anos, ainda dá que pensar a muita gente: há tem lhe tenha medo, há quem viva com o seu fantasma, há quem o exorcize... há quem, como eu, o veja como uma figura do seu tempo, e do passado.

    ResponderEliminar
  32. "há quem o exorcize... há quem, como eu, o veja como uma figura do seu tempo, e do passado."

    Zéquinha, finalmente estamos de acordo. E o exímio passou a ser figura do passado em 1945. O problema foi que não o percebeu.
    Cristy

    ResponderEliminar
  33. "Skeptics suggest that the indigo phenomenon is due to parents preferring to believe their children are special, rather than having a medical diagnosis which implies damage or imperfection." In Wikipedia

    Ou em tradução livre para quem não domina a língua bárbara
    "Os cépticos sugerem que o fenómeno indigo é provocado por o pais preferirem acreditar que as suas crianças são especiais do que no diagnóstico médico que implicaria uma imperfeição "

    Quem diria....

    ResponderEliminar
  34. Ludi,

    Eu tenho quase a certeza que sou uma criança Indigo...Quase a certeza...

    Sou de tal forma sensivel que consigo sentir que TU também és uma criança Indigo, consigo sentir isso através da energia que tu transmites e que me aparece sob a forma de cores que atravessam o monitor do computador.

    Espera um bocadinho...sim........................Sem duvida,és Indigo :)

    beijos

    Cristy,

    Como diz que a coisa é genética é bem provavel que tu também sejas hahahah!!

    beijos

    ResponderEliminar
  35. O LK e a Joaninha são azuis (indigo). E eu? Eu de que cor sou?

    ResponderEliminar
  36. "O LK e a Joaninha são azuis (indigo). E eu? Eu de que cor sou?"

    És de todas as cores Zeca. Como a bandeira arco-íris.

    ResponderEliminar
  37. Ainda bem, Kripp!!!

    Para preto e branco chegas tu!

    ResponderEliminar
  38. Joaninha,
    eu prefiro o mais prosaico azulinho, o indígo parece-me rabuscado à brava. E não entendo porque é que aquela gente quer tingir as criancinhas de azul. Na Alemanha, «estar azul» (Blau sein) é gíria para estar bêbado. Talvez por isso esta treta não tenha muita saída na Alemanha :-)
    Cristy

    ResponderEliminar
  39. Caro Zéquinha,
    eu não estou qualificada para discutir as cores das suas auras. Mas lá que alguns dos seus comentários vêm com cheirinho, isso é inegável.
    Cristy

    ResponderEliminar
  40. Bom !

    Já que ninguém tem os tomates para o dizer diz o Sousa, mesmo com o risco de ficar com a tromba amassada:

    - Ó Zeca....és castanho !

    Pronto!

    Procuro desesperadamente dadores de sangue compatível com o meu!

    ResponderEliminar
  41. "Ainda bem, Kripp!!!
    Para preto e branco chegas tu!"

    Mas eu sou um clássico :)

    ResponderEliminar
  42. Cristy,

    O azul é uma cor tãããão linda ;)

    beijos

    ResponderEliminar
  43. Eu não preciso de acreditar na hipersensibilidade, vivo com ela todos os dias.

    http://www.junginstitute.org/pdf_files/JungV8N2p11-44.pdf

    http://en.wikipedia.org/wiki/Highly_sensitive_person


    Cumps

    ResponderEliminar

Se quiser filtrar algum ou alguns comentadores consulte este post.