quinta-feira, setembro 13, 2007

«Caso Maddie faz Ben Affleck Reflectir»

era o título de uma notícia no jornal do Metro de hoje. Aqui vai uma sugestão para amanhã:«Caso Maddie faz Ludwig dizer porra, se não têm notícias poupem papel».

31 comentários:

  1. Deviamos fazer um abaixo assinada contra qualquer noticia que refira ou Ben Affleck ou Maddie McCann.
    Já chega de lixo intelectual e jornalismo sensacionalista à Inglesa!

    ResponderEliminar
  2. Tb deixo aqui o meu desabafo! Na sequencia dos maus servicos noticiosos das TVs nacionais. Todos os dias sao 20 a 25 minutos de Maddie! Haja pachorra! Sendo um destes canais de serviço público esta situação não me parece aceitável.
    A propósito da má qualidade da nossa imprensa escrita, recomendo a leitura de "O país das nano personagens" em http://jumento.blogspot.com/
    Cpmts

    ResponderEliminar
  3. Quem raio é o Ben Affleck?!?!?

    ResponderEliminar
  4. NCD,

    O Ben Affleck é lixo intelectual... :-)

    ResponderEliminar
  5. Isso é porque não leste o titulo do Correio da manhã de a uma semana atrás.

    "Mãe de Maddie APERTADA pela Policia Judiciária"

    É muito bom, muito muito bom!!!

    É de colidade!

    ResponderEliminar
  6. Eu, por uma questão de saude intelectual, não é que me reste muita, evito olhar sequer para esses titulos, e para esse jornal. Especialmente devido a esse género de titulos, que mais parecem de uma qualquer canção pimba.

    O que mai enoja nesta história, é que os inglêses são os vermes, como o que este casal se está a revelar ser também, e no entanto, tratam-nos como se tivessem importância, e como se eles fossem alguns lordes.
    Vejam as figuras de séries tipos "Os Royles" ou "Imperiais e batat frita", e vêm um retrato pouco caricaturado do que são os ingleses. É "aquilo" que nós queremos alojar neste país, no turismo? É para isto que se investe no turismo? Eu dispenso-os... As receitas turisticas de Lisboa são superiores a todo o Algarve e o investimento e destruição ambiental muito menores, porque estes turistas de pacote promocional do algarve, só gasta dinheiro na viagem e alojamento, e depois é cerveja e refeições baratas, que em valor acrescentado são irrisórias. Os tugas e espanhois geram mais receita no algarve do que estes reles, que depois fazem destas tretas. Não esqueçamos que nestas coisas os ingleses são reincidentes. Há uns anos foi o bebé abandonado por uns, agora este caso, no euro era a violencia nas ruas. Uma qualidade quase tão boa como a jornalistica, a destes turistas...

    ResponderEliminar
  7. Ludwig

    Tenho o seguinte a dizer (ver também comentários)

    http://aboborapequenina.blogspot.com/2007/09/falta-de-assunto-falta-de-bom-senso-ou.html

    Só uma coisa: "Ben Affleck" e "intelectual" não creio que caibam numa frase com sentido! Dito isto, "Ben Affleck" e "bonito" também não. Não é que isso interesse, mas é mais interessante que a novela "finding Maddie", que já está a meter nojo: tem personagens a mais!

    ResponderEliminar
  8. Querida Abobrinha (desculpe lá o querida, mas, quem bate daquela maneira, chega-me ao coração) :-)

    Não podia estar mais de acordo com o post do seu blog. Só me atreveria a bater mais nos bifes... Os tipos são reles e merecem levar!
    Uma pequena correcção apenas... no meu comentário eu junto "Ben Affleck" com a "negação de inteligência" com umas palavras menos directas, neste caso, "lixo intelectual". Se a nossa lingua fosse como o alemão, seria algo como "lixintelectual", que sempre deixava menos margem para separações das duas palavras que nesta frase TÊM de estar juntas com um significado conjunto. :-)
    Do "bonito", não me pronuncio... Tirando o que vive no espelho lá de casa não consigo achar piada a mais nenhum. :-)

    ResponderEliminar
  9. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar
  10. António

    Estás "aperdoado" pelo "querida": está visto que eu sou muito popular em Lisboa!

    Bater nos bifes??? Cá vai!

    http://expresso.clix.pt/gen.pl?p=stories&op=view&fokey=ex.stories/110996

    Antes de cascares na comentadora louca que dá pelo nick "Magri", ficas a saber que ela é a Abobrinha!

    Nem sei como é que este post está de comentários, porque foi durante a remodelação do Expresso e está um bocado (um bocado é a favor) esquisito!

    Eu não sei só bater, mas não digas nada a ninguém! Quando quero, tenho mel, mas tenho uma reputação a manter!

    ResponderEliminar
  11. Mário Miguel13/09/07, 19:16

    António,

    Em português, o mais aproximado que tens de ""lixintelectual" é lixo-intelectual; embora não haja esta ocorrência em nenhum dicionário.

    ResponderEliminar
  12. 'bobrinha

    Só tive tempo de lêr na diagonal que tenho umas coisas para fazer... Mas, aqui vai o descambanço para a bola! :-)
    Ainda bem que temos o Scolari! Se não fosse ele tinha tido mais uma seca de 30 minutos de Maddie a abrir o Telejornal hoje!

    ResponderEliminar
  13. António

    Cá para mim o Scolari fez isso de propósito: ele mesmo devia estar farto da porra da telenovela (de má qualidade, diga-se, mas isto vem do povo que tem o "Coronation Street" no ar há 50 000 anos). Vai daí, saca de uma polémica para português ver! Se reparaste, ele nem se deu ao trabalho de bater no sérvio!

    Eu tenho sido mais pragmática: não tenho visto telejornais. Assim como assim, não se aprende nada!

    ResponderEliminar
  14. Eu acho que a verdadeira notícia aqui não é de maneira alguma o caso "Maddie McCann", mas sim o caso "Ben Affleck a reflectir". Há que definir conteúdos.

    Excelente blogue, caro ex-professor!

    ResponderEliminar
  15. Abobrinha,

    Mais grave é que no contexto actual, qualquer "lixintelectual" (aglutinação de palavras à Alemã hehehe), consegue ser mais relevante num telejornal, do que a verdadeira informação, como é o caso da paranoia de uns com a inflação (BCE) já colocou a Europa em recessão novamente, ou que a palhaçada neste país chegou ao ponto de um hospital recusar a prescrição de um médico a um doente para poupar dinheiro, etc.

    ResponderEliminar
  16. António

    Ai as saudades que eu tenho de SABER falar alemão!

    Mais preocupante ainda que as notícias (??) que se passam é as pessoas não se preocuparam com isso e ainda não fazerem nada acerca disso! Aí a pedra que atirei veio parar direitinha ao meu telhado de vidro.

    Ou não: eu mandei um e-mail uma vez ao provedor do telespectador a queixar-me do (não) tratamento que deram à vitória do Salazar nos portugueses mais (o que quer que aquela merda - pardon my french - fosse) e... nada: mandou uma fulana responder-me! "Responder" é como quem diz: chutar para canto!

    Independentemente, um tio meu escreveu um e-mail idêntico e teve o mesmo tipo de tratamento!

    O que faz parte de um problema maior, que é o de o cidadão se sentir impotente perante injustiças! Será impotente? Ou não falará? Ou não falará às pessoas certas? Na volta temos que explorar isso! Mas aborrece-me.

    Refira-se que nasci dias depois do 25 de Abril, o que me pode ter contaminado com o espírito revolucionário. Mas sem cravos: com rosas... algumas com espinhos, que é para doer mais! Bem, na verdade era mesmo com a pena (que é mais poderosa que a espada, embora o Herr Krippmeister tenha provado que o Pedrito de Portugal não pensa assim)... mas não dava uma piada tão gira!

    ResponderEliminar
  17. Boa W, adorei.

    Karin

    ResponderEliminar
  18. nTudo o que está aqui escrito neste blog é, também, lixo intelectual. Nada de verdadeiramente importante e verídico foi dito, excepyuando opiniões mal formadas e desabafos balofos e untados de emoção. nenhuma desconstrução conceptual foi levada a cabo. nenhuma argumentação lógica fundamentada construida. "ben affleck é lixo intelectual": porquê? conhece-lo? bem mais culto que quem o acusa de falta de intelectualidade, por certo. Não que o não seja. enfim, falar, ladrar, opinar é fácil. criticar também. Isto não é guerra de tugas vs. ingleses. é luta de ricos e pobres, como sempre os ricos ganham e compram, e os miseros vendem-se. Tudo se compra hoje em dia. Até a opinião das pessoas. Os pais são culpados. No minimo de negligencia, não parecem ter ar de culpados, pois não? Se calhar são mesmo é culpados de um crime maior. mas especular é fácil, eles terão os seus pesadelos. Boa noite a todos.

    ResponderEliminar
  19. Não é preciso um intelectual para topar um não intelectual... Tal como não é preciso ser intelectual para despejar chavões, lugares comuns, e escrever de forma pretenciosa.
    A parte intelectual, creio que há outros blogs que se arrogam disso, podem sempre voltar para lá, mas, ultimamente só falam de banalidades... Aqui creio que não há pretensões disso.
    Se o B.A. é lixo ou não, tenho pena de não ter links para as brilhantes demonstrações de intelectualidade do senhor. Sendo verdade que há bem pior que ele, não o melhora. Nem quando se dá a estas parvoices de reflectir sobre coincidencias.

    ResponderEliminar
  20. Anónimo

    Vir a um blogue despejar bílis e chamar lixo intelectual ao autor e comentadores nem categoria de lixo intelectual tem!

    O meu blogue, ao menos não tem pretensões de ser intelectual: é mesmo badalhoquice! Mas nem só de badalhoquice vive a mulher!

    Gostei da "desconstrução conceptual": podia ter dado um ar académico à coisa... não fosse o caso de o comentário ser tão fraquinho. E desagraga-me a palavra. Não sei porquê, mas possivelmente por estar associada a... tretas intelectualoides. Mas eu posso dizer isso porque sou desinformada e balofa, penso eu de que.

    O Ben Affleck é uma figura pública. Expõe-se de um certo modo e é assim que é julgado. Pode até ser mais esperto que estes comentadores todos juntos, mas não demonstra. De qualquer modo, o homem só estava aqui para ilustrar a indecência que vai no tratamento do caso Madeleine.

    "enfim, falar, ladrar, opinar é fácil." Você ladra? Isso é chato! Se fosse a si ia ver um médico!

    ResponderEliminar
  21. Caríssima abobrinha,

    Na génese da avaliação psico-sociológica do sujeito Ben Affleck, devem-se contextualizar de modo pragmatizante as vicissitudes Huc accedit zambonis inerentes à condição pedagógica do seu percurso formativo. Neste sentido, a desconstrução conceptual establece-se como a essência insofismável do ego inductivo, a nível de uma materialização problematizada dos conceitos etéreos formalizados dentro das respectivas balizas sensoriais, pré establecidas de acordo com os preâmbulos da massificação pseudo-cultural em que se insere.

    ResponderEliminar
  22. LOL! Tem graça e não tem, no fundo.

    ResponderEliminar
  23. Herr Krippmeister

    Eu mesma não o teria dito melhor! Era mesmo isso, mas daí não era e vice-versa!

    Essa do ego inductivo foi assim a pender para a badalhoquice. Olha que este é um blogue sério! De qualquer modo... I love it when you talk dirty!!

    ResponderEliminar
  24. E o Huc accedit zambonis? foi aquele toque de erudição. Não faço é puto de ideia do que seja um zamboni...

    ResponderEliminar
  25. Herr Krippmeister

    Eu nem te digo o que pensei do "Huc accedit zambonis", que senão o teu irmão expulsa-me do blogue dele. E também nem imagino o que seja uma coisa dessas...

    ResponderEliminar
  26. Cambada de incultos. O Zamboni é a maquineta que alisa o gelo nos rings de patinagem e hoquei.

    Vocês não vêem filmes?!

    http://www.zamboni.com/

    ResponderEliminar
  27. Já agora, uma coisa boa no comentário do anónimo. Ao considerar da mesma forma os comentários num blog e uma notícia no jornal demonstrou bem o que se espera da imprensa portuguesa...

    ResponderEliminar
  28. Ludwig,

    Ninguém me tira da cabeça que ele não é um daqueles que se julga intelectual, pretende falar caro, mas, só sabe escrever à "toca e foge". Larga uma bomba, diz banalidades, e depois esconde-se.
    Aquela forma presunçosa de escrever lembra-me alguém...

    Por fim, não posso deixar de me rir, pelo facto de referir muito ofendido a nossa rebaixa intelectual ao dito ser, como se eu a abobrinha pretendessemos ser intelectuais. Não deve ter lido nada do que eu ou ela escrevemos, senão era capaz de vêr o quanto inutil foi o comentário. Mas, também não preciso de ser nenhum intelectual ou génio para perceber que quem comenta anónimo, não prima por nenhuma destas caracteristicas. Enfim...

    ResponderEliminar
  29. António

    Ou isso ou identificou-se com o meu últiimo post! De uma maneira ou outra! Interessante seria saber qual foi!!

    http://aboborapequenina.blogspot.com/2007/09/frgida-eu.html

    ResponderEliminar

Se quiser filtrar algum ou alguns comentadores consulte este post.