domingo, junho 13, 2010

Treta da semana: Iridologia.

A medicina, aquela que agora chamam “convencional” como se fosse mera convenção, é uma grande chatice. As maleitas podem ser provocadas por uma data de coisas, como vírus, fungos, bactérias, priões, genes com defeito, traumas, poluentes ou até movimentos repetitivos. Os sintomas variam muito, problemas diferentes podem ter sinais parecidos e o tratamento é muitas vezes difícil e nem sempre eficaz.

Mas há outras medicinas. Muitas outras. Alternativas, complementares ou simplesmente tradicionais, resolvem estes problemas complexos fingindo que são simples. Não tão simples que qualquer pessoa os trate sozinha, o que não daria dinheiro, mas o suficiente para que um tipo de batinha branca possa tratar de tudo com umas palavras sonantes e ar de quem sabe o que diz. Para isso atribui-se a causa de todos os males a um conjunto pequeno de factores, conjunto esse que varia conforme o gosto do praticante e da sua vítima. Perdão, do seu paciente. Para uns é tudo culpa da coluna desalinhada, para outros é o yin que não se dá com o yang, ou as energias que estão bloqueadas, umas negativas e outras positivas, vibrações enjeitadas, desequilíbrios espirituais ou o que calhar. Desde que o paciente engula, serve. Isto não só simplifica o tratamento como facilita o diagnóstico e permite identificar doenças fictícias de forma rápida e convincente.

Se bem que alguns iridologistas joguem pelo seguro dizendo que a iridologia não faz diagnósticos mas «apenas aponta órgãos fracos, conhecidos como "órgãos de choque" e realiza um trabalho profilático e multidisciplinar»(1), ao mesmo tempo tentam dar credibilidade à arte invocando uma longa tradição de diagnósticos pela íris: «milhares de anos antes de Cristo, já os chineses e os tibetanos relacionavam as alterações e as marcas dos olhos com as perturbações ou anomalias dos órgãos internos. [...]Porém, a palavra “Augendiagnostik”, que significa precisamente "diagnóstico do olho", surge apenas no século XIX, graças ao médico húngaro Ignatz von Péczely.»(2)

Parece que Péczely, quando era novo, tratou uma coruja que tinha uma pata partida e reparou que ela tinha uma marca na parte inferior de um olho. Descobriu assim, de forma expedita, a relação entre muitos sinais na íris e cerca de 50 partes do corpo e respectivas maleitas. Mas como depressa e bem não há quem, a iridologia não funciona. Em 1976 três eminentes iridiologistas dos EUA concordaram testar o seu método examinando as fotografias dos olhos de 143 pessoas para determinar quais tinham problemas renais. Os pacientes tinham sido testados pelos métodos da medicina “convencional” (i.e. aquela que funciona), e os iridologistas falharam redondamente. Nem sequer foram consistentes entre si, com um declarando que 88% dos saudáveis estavam doentes e outro, mais optimista, concluindo que 78% dos doentes estavam saudáveis (3).

Vários outros testes foram sendo feitos noutros países, sempre com resultados negativos. O que não surpreende. Os padrões da íris são relativamente constantes, como as impressões digitais, enquanto que as doenças vão e vêm. Não parece haver mecanismo nenhum pelo qual um pé torcido ou uma unha encravada possam fazer riscas nos olhos. E se bem que os iridologistas aleguem ver na íris o que se passa no resto do corpo, ninguém sabe dos dados originais que demonstram estas correlações. É que para fazer aqueles diagramas indicando que sítio da íris corresponde ao baço, ombro, ovário, maxilar e dezenas de outras partes do corpo (4), e determinar como diagnosticar problemas em cada um, era preciso muito mais que uma coruja com uma perna partida. A menos que seja tudo invenção, é claro.

A Associação Portuguesa de Iridologia (5) oferece cursos de iridologia, «uma ciência que permite avaliar através da observação das estruturas das fibras e pigmentação da íris dos olhos, perturbações orgânicas, metabólicas, nutricionais, nervosas, hormonais, psíquicas e emocionais.» E «a análise da Íris permite-nos conhecer as polaridades cerebrais, o ponto de stress, a introversão ou extroversão de uma pessoa, tendências e características profissionais, padrões de relaccionamento entre casais, a idade em que ocorreu um trauma e como esse trauma pode estar causando ansiedade, sentimentos de inferioridade e depressão». Realmente fabuloso. Só falta dar a programação da TV e o horário dos autocarros.

Menciona também o Instituto Português da Microsemiótica Oftálmica. O nome promete. Talvez noutra semana...

1- Wikipedia, Iridologia
2- Bem tratar, Iridologia: diagnosticar através dos olhos
3- Stephen Barrett, Iridology Is Nonsense
4- Ver, por exemplo, na Wikipedia: olho esquerdo, olho direito.
5- API (não parece dar para ligar directamente às páginas, por isso sigam “Cursos” e “Saber mais” no da iridologia, ou logo o link “Iridologia”).

83 comentários:

  1. áááááááá grande ludi, hoje é que me falas mesmo ao coração.
    Ando há uns tempos a pensar em tirar um desses cursos de iridiologia.
    Antes que te engasgues todo, quero tirar mas para me rir um bocado, é que por acaso sou optometrista.
    Na minha profissão já fui ao olho de muita boa gente (salvo seja) e sempre me espantou como é que uma manchazinha de pigmento na iris significa artrozes ou sei lá mais o quê.
    Até me dei ao trabalho de comprar um livro sobre o assunto e aquilo são um monte de disparates (Iridiologia de James e Sheelagh Colton, Editorial Estampa 1993).
    Não resisto a partilhar com a malta algumas pérolas de sabedoria que aprendi neste livro e nos casos nele apresentados:
    caso 1 - «a analise da iris revela um esgotamento da da bactéria que auxilia nos processos digestivos» Pudera, sendo só uma para aquelas digestões todas devia estar mesmo esgotada, lol (repetir lol 13 vezes)

    caso 5- Uma cripta na iris só pode querer dizer uma coisa: ulcera pois claro e não me perguntem o que é uma cripta na iris seus ignorantes

    caso 9 o sr X tinha uma mancha na iris correspondente à area do coração. nove meses depois (não , não deu a luz) morreu de ataque de coração

    and so on and so on

    Os rapazes dizem ainda que fotografar iris de crianças é muito dificil.Qualquer biomicroscopio com camara faz isso em segundos.
    Se alguem quiser começar a estudar posso fornecer quilos de fotos.

    He He , ainda ontem consultei uma acumpucturista que me perguntou se eu fazia iridiologia, ele há gente que ainda gosta de ir com o coelhinho, o pai natal e o palhaço no comboio ao circo


    Satanucho, o incréu

    ResponderEliminar
  2. Bem, se vão à procura das manchas na íris, nem as cataratas conseguem diagonosticar :)

    ResponderEliminar
  3. Satanucho:

    "ainda ontem consultei uma acumpucturista"

    Porque? Precisas de aprender a conversa da treta?

    ResponderEliminar
  4. A iridologia está para a medicina o que a teoria da evolução está para a biologia. "Desde que o paciente engula, serve."

    ResponderEliminar
  5. Boa Mats... Este comentário foi mesmo criativo(ista)...

    ResponderEliminar
  6. Corrijam-me se estou enganado. O Mats

    A) acredita que os mosquitos chupavam ervilhas antes do pecado original;
    B) não acredita na iridologia como disciplina médica.

    Vamos então às contas. Se o Mats paga 10% dos seus rendimentos ao Senhor para que o proteja devidamente (e verificamos que não se deixa enganar pela iridologia como disciplina médica), os mentecaptos que pagam consultas de iridologia estão dispostos a largar acima de 20% do salário para esse efeito.

    E arrisco outra conclusão. Se um mentecapto está disposto a largar 20% do seu rendimento por uma consulta de iridologia, então a Acupunctura na Íris é um nicho de mercado a explorar urgentemente!

    ResponderEliminar
  7. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar
  8. A medicina é uma ciência que a corrupção da natureza, resultante do pecado, tornou necessária.

    A mesma funciona graças à capacidade humana de observar, observar e experimentar, de forma inteligente, e de armazenar a informação produzida a partir daí.

    Naturalmente que a comunidade científica acumulou informações relevantes, mas pode haver outras informações que ela desconheça.

    Além disso, a medicina é hoje dominada por poderosos grupos de interesses (v.g. médicos, seguradoras, farmacêuticas, Estados), que influenciam o ensino e a investigação médica, a prescrição médica, e procuram desacreditar todas as medicinas alternativas, pelo que nem todo o conhecimento médico é necessariamente objectivo e isento.


    Daí que seja muito importante manter uma mente aberta e crítica, em relação a todos os tipos de medicina.

    Todos devem ser sujeitos à crítica.

    Em ciência nenhum processo, modelo, produto, teoria, etc., pode ficar isento de crítica.

    Também importa ter presente que nem tudo na saúde humana depende da medicina.

    A saúde pública depende igualmente de questões como os comportamentos sexuais, o consumo de álcool, tabaco e estupefacientes, a higiene e a segurança no trabalho, a qualidade da habitação, o ambiente familiar, o saneamento básico, a nutrição, a rede de cuidados de saúde, etc.

    ResponderEliminar
  9. A BÍBLIA E A SAÚDE PÚBLICA

    A Bíblia, no Pentanteuco, contém um amplo conjunto de medidas sanitárias de protecção da saúde pública (v.g. quarentenas; lavagem de mãos e do corpo, deposição de resíduos, destruição de objectos contaminados, destruição de roupa de doentes e mortos, protecção contra doenças sexualmente transmissíveis, precauções no sepultamento dos mortos).

    O objectivo era garantir que o povo judeu pudesse ter um estilo de vida que lhe permitisse gozar de boa saúde.

    Deus preocupa-se com o bem estar físico e espiritual das pessoas.

    Ainda hoje, muitas das normas morais da Bíblia visam, em boa medida, o bem estar físico, emocional, social e espiritual das pessoas.


    É interessante notar que muitas destas medidas eram praticadas pelos judeus muito antes de Louis Pasteur e Robert Koch terem demonstrado, no século XIX, que o contágio passa de um indivíduo para o outro.

    Curiosamente, ambos foram ridicularizados pela comunidade científica do seu tempo.

    Louis Pasteur foi criticado, pelo seu trabalho em torno da lei da biogénese, por muitos cientistas que, inspirados na filosofia grega, acreditavam na geração espontânea da vida, sob determinadas condições.

    Diferentemente, a ideia de que a vida só vem da vida corrobora o ensino bíblico e desmente os ensinos empiricamente não demonstrados de Aristóteles.

    Hoje todos sabem que os patogenes não surgem espontaneamente, antes descendem de outros organismos pais, transmitidos a partir do exterior do corpo humano.

    Este entendimento levou Pasteur e Koch a preconizar medidas sanitárias muito semelhantes às recomendadas no Pentateuco 4000 anos antes.

    ResponderEliminar
  10. NOTÍCIA CIENTÍFICA INTERESSANTE: O MODELO DO BIG BANG PODE TER MAIS ERROS DO QUE SE PENSA


    Astronomers' Doubts About the Dark Side: Errors in Big Bang Data Larger Than Thought?

    ScienceDaily (June 11, 2010) — New research by astronomers in the Physics Department at Durham University suggests that the conventional wisdom about the content of the Universe may be wrong.

    ResponderEliminar
  11. É interessante notar que muitas destas medidas eram praticadas pelos judeus muito antes de Louis Pasteur e Robert Koch terem demonstrado, no século XIX, que o contágio passa de um indivíduo para o outro.


    Os romanos construíram aquedutos por causa da qualidade da água que já na altura sabiam que estava ligada a doenças.
    Pena a construção de aquedutos não ser referida na bíblia, assim como nada diz da construção de banhos públicos e afins.

    Mais uma vez o que aparece na bíblia é fraco e sempre menos bom que outros exemplos coevos.

    ResponderEliminar
  12. Bruce Lóse

    É óbvio que entre acreditar em ceu e inferno ou acreditar no diagnóstico da flatulência crónica através do olho ( íris ) a coisa é renhida.

    Eu de qualquer forma preferiria acreditar no olho que nada me diz do bem e do mal do que andar a confessar-me a um potencial depravado que gosta de saber os meus pecados íntimos.

    Desconfio de quem gosta de ouvir podres aos outro.

    ResponderEliminar
  13. A BÍBLIA E A SAÚDE PÚBLICA

    A Bíblia preocupa-se com a qualidade da alimentação, coisa que as festividades romanas descuravam.

    Também se preocupa com a qualidade da água, o tratamento de resíduos, o controlo de doenças infecto-contagiosas, os cuidados no sepultamento dos mortos, a higiene pública e a a educação para a saúde.

    Além disso, a Bíblia promove comportamentos humanos saudáveis, coisa que os romanos descuravam a vários níveis, como é sabido.

    ResponderEliminar
  14. Quanto à tradição romana dos banhos públicos, de algum modo valorizada pela medicina judaica e árabe na Península Ibérica, sabemos como ela foi duramente combatida pelo cristianismo: por exemplo, homens da Igreja como São Jerónimo [343-420] não viam razões válidas para um cristão tomar banho depois do baptismo, se bem que na planta arquitectónica do célebre mosteiro de Sant Gallen [Séc. IX] estivessem previstas latrinas e balneários [Graça, 1996].

    ResponderEliminar
  15. Refira-se que este preconceito teológico em relação aos cuidados de higiene corporal vai ter consequências nefastas na saúde da população europeia…”5.

    5
    GRAÇA, Luís. Representações Sociais da Saúde, da Doença e dos Praticantes da Arte Médica nos Provérbios em Língua Portuguesa. 2000. Fonte: http://www.ensp.unl.pt/ - [Setembro05].



    Pena, afinal a padralhada não percebeu as mensagens inteligentes da bíblia.

    ResponderEliminar
  16. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar
  17. Miguel Galli,

    "medicamentos da Física Quantica"

    Uaaauuu.... Medicamentos da física quântica...

    PS: O que é um "terapeuta quântico"?

    ResponderEliminar
  18. Ludwig, confessa!
    O Mats e o perspectiva são dois strawmen escritos por ti não são?

    ResponderEliminar
  19. "A Bíblia, no Pentanteuco, contém um amplo conjunto de medidas sanitárias de protecção da saúde pública (v.g. quarentenas; lavagem de mãos e do corpo, deposição de resíduos, destruição de objectos contaminados, destruição de roupa de doentes e mortos, protecção contra doenças sexualmente transmissíveis, precauções no sepultamento dos mortos).

    O objectivo era garantir que o povo judeu pudesse ter um estilo de vida que lhe permitisse gozar de boa saúde.

    Deus preocupa-se com o bem estar físico e espiritual das pessoas."

    Depois de castigar a humanidade criando doenças e morte e decadência, manda o pessoal lavar as mãos porque se preocupa com o bem estar das pessoas? Faz sentido.

    ResponderEliminar
  20. Miguel Galli,

    «DOIS CASOS de cancer detectados e CURADOS através da iridologia e medicamentos da Física Quantica»

    Muito bom. Detectaram o cancro com a iridologia e curaram-no logo com medicamentos quânticos. Presumo que o tratamento tenha sido tão eficaz que quando a pessoa foi ao médico não havia vestígio nenhum de cancro...

    Já que é "perito" nestas coisas, podia explicar porque é que a iridologia é tão fabulosa no diz que disse que um amigo teve e fez e correu bem, mas quando se faz ensaios clínicos controlados nunca funciona.

    ResponderEliminar
  21. «O que será um terapeuta quântico?»

    Nuvens, os terapeutas surgem na natureza em quantidades discretas:

    1 terapeutas
    20 terapeutas
    8 terapeutas...

    Nunca encontras dois terapeutas e meio, nem um terapeuta vírgula quarenta e cinco. Quando muito encontras o “Terapeuta Zero”, algures no arvoredo urbano ou mesmo na Amazónia.

    ResponderEliminar
  22. gostei do final....embriológicamente falando os folhetos que vão originar a iris originam outras estruturas somáticas...e algumas alterações orgânicas são correlacionáveis....
    mas só vim pescar umas palavrinhas..... tem um blog óptimo para isso ...
    não se ensina missa nem ao vigário nem ao vígaro
    avaliar através da observação das estruturas das fibras e pigmentação da íris dos olhos, perturbações orgânicas, metabólicas, nutricionais, nervosas, hormonais, psíquicas e emocionais.» E «a análise da Íris permite-nos conhecer as polaridades cerebrais, o ponto de stress, a introversão ou extroversão de uma pessoa, tendências e características profissionais, padrões de relaccionamento entre casais, a idade em que ocorreu um trauma e como esse trauma pode estar causando ansiedade, sentimentos de inferioridade e depressão». Realmente fabuloso. Só falta dar a programação da TV e o horário dos autocarros

    ResponderEliminar
  23. e o terapeuta quântico escapava-me....

    ResponderEliminar
  24. Como o dia está muito pouco produtivo, resolvi navegar nos misteriosos círculos quânticos.
    eis o que descubro e fico deliciado com algumas notas:

    A Terapia Quântica é uma técnica revolucionária de tratamento energético através do pensamento, da intenção estruturada que utiliza comandos quânticos organizados, logicamente para atingir determinado objetivo no corpo físico, emocional, mental e espiritual.



    Ahah

    Nossa mente precisa de intenção, repetição e velocidade para gerar a carga de energia necessária para modificar um padrão energético instalado, que pode ser uma emoção, um trauma, ou uma doença física.

    A Terapia Quântica vem sendo desenvolvida durante os últimos 15 anos, e a cada dia novas descobertas são realizadas, criando assim um processo de atualização e aprimoramento adequado as novas energias do momento.


    Sempre em actualização , mas esta com (C)

    O tratamento utilizando-se a Terapia Quântica é um processo rápido, onde em poucas consultas ocorre uma verdadeira revolução para melhor, na vida pessoal, amorosa e profissional da pessoa.

    Nada falta , melhor mais barato e tudo com a garantia de

    Preparado por Marcos Brenelli
    Diretor do Centro de Tecnologia Quântica, Pesquisador e Criador da Terapia Quântica
    Terapeuta Quântico, Palestrante e Consultor de Empresas.


    Palestrante ???

    enfim

    ResponderEliminar
  25. Navegando um pouco mais além no mar da quântica descubro uma ilha :

    esta maravilha com gráficos muito kitch

    O que é a cura quântica ?

    A Cura Quântica é um sistema de tratamento energético que recorre à energia universal no processo de cura, uma vez que ao restabelecer o equilíbrio energético do paciente influi directamente na sua saúde.



    A fim de promover a cura do paciente, o terapeuta quântico conta com a presença e o auxílio incondicional dos seus mentores espirituais e os do paciente, que por sua vez estão em profunda comunhão com as hierarquias de Luz, da Grande Fraternidade Branca, e portanto em conexão directa com o Conselho Kármico e muitos Mestres Ascensos, de entre os quais Kuan Yin.


    A tabela de preços está boa , mais cara que qualquer consulta do meu seguro de saúde mas mesmo assim fica pelo preço de um boa janta regada a bom vinho ( p/pessoa)

    Horário de Funcionamento:
    De 2ª Feira a 6ª Feira, das 10:00 às 12:00
    De 2ª Feira a 6ª Feira, das 14:30 às 16:30

    Terapeuta: Francisco Godinho

    Tabela de Preços:
    Primeira Consulta: € 45,00 (até 90 minutos)
    Consultas Seguintes: € 35,00 (60 minutos)
    Tratamentos Pontuais: € 20,00 (20 a 30 minutos)

    É imprescindível a marcação prévia de consulta

    ResponderEliminar
  26. Boa! Diagnosticam doenças fictícias para depois as "curarem" com medicamentos quânticos. Fantástico, Mike!

    Confessions of a Former Iridologist
    Joshua David Mather Sr.

    http://www.quackwatch.org/01QuackeryRelatedTopics/confessions.html

    Iridology - The Skeptic's Dictionary - Skepdic.com

    http://www.skepdic.com/iridol.html

    ResponderEliminar
  27. Se bem que entre medicamentos quânticos e a treta que é anunciada como um medicamento homeopático para constipações , venha o diabo e escolha

    ResponderEliminar
  28. Nuvem

    está tudo interligado. Quem emborca chá de cogumelo leva o pacote completo e ainda vê a final do mundial em 3D em tons lilás e rosa ao som de cânticos tibetanos.

    um ppt quântico(será de um palestrante?)
    http://www.google.com/url?sa=t&source=web&cd=1&ved=0CBcQFjAA&url=http%3A%2F%2Fwww.amhmg.org%2Fpalestras%2FHomeopatia_Medicina_Quantica%2520II.pps&ei=k0oWTPi4NMmX4gbG1o29DA&usg=AFQjCNG3bcj4msy41PZZo_WznLA6GwqX8g&sig2=yARaPR0HdYtnCekejd1pUw

    ResponderEliminar
  29. Estou a pensar em criar a "Analogia" - método de diagnóstico/cura de doenças pela observação das pregas do "terceiro olho" e supositórios quânticos como medicamento!

    ResponderEliminar
  30. Perspectiva:

    "Deus preocupa-se com o bem estar físico e espiritual das pessoas."

    Então porque não faz nada?

    ResponderEliminar
  31. Wyrm,

    Ludwig, confessa! O Mats e o perspectiva são dois strawmen escritos por ti não são?


    Hilariante.

    ResponderEliminar
  32. E agora a sério:

    Iris recognition

    http://en.wikipedia.org/wiki/Iris_recognition#Advantages

    Advantages

    The iris of the eye has been described as the ideal part of the human body for biometric identification for several reasons:

    * It is an internal organ that is well protected against damage and wear by a highly transparent and sensitive membrane (the cornea). This distinguishes it from fingerprints, which can be difficult to recognize after years of certain types of manual labor.

    * The iris is mostly flat, and its geometric configuration is only controlled by two complementary muscles (the sphincter pupillae and dilator pupillae) that control the diameter of the pupil. This makes the iris shape far more predictable than, for instance, that of the face.

    * The iris has a fine texture that—like fingerprints—is determined randomly during embryonic gestation. Even genetically identical individuals have completely independent iris textures, whereas DNA (genetic "fingerprinting") is not unique for the about 0.2% of the human population who have a genetically identical twin.

    * An iris scan is similar to taking a photograph and can be performed from about 10 cm to a few meters away. There is no need for the person to be identified to touch any equipment that has recently been touched by a stranger, thereby eliminating an objection that has been raised in some cultures against fingerprint scanners, where a finger has to touch a surface, or retinal scanning, where the eye can be brought very close to a lens (like looking into a microscope lens).

    * Some argue that a focused digital photograph with an iris diameter of about 200 pixels contains much more long-term stable information than a fingerprint.

    * The originally commercially deployed iris-recognition algorithm, John Daugman's IrisCode, has an unprecedented false match rate (better than 10^−11).

    * While there are some medical and surgical procedures that can affect the colour and overall shape of the iris, the fine texture remains remarkably stable over many decades. Some iris identifications have succeeded over a period of about 30 years.

    ResponderEliminar
  33. Então temos de escrever uma carta a deus e desfazer o equivoco.

    Proponho a seguinte...

    "
    A Deus:

    Venho por este meio manifestar a Sua Santissima Omnipotencia o meu desejo de que faça o bem no mundo, não só a todos os humanos e animais, mas também às plantas e à vida na Terra em geral.

    Por ser esta a minha vontade, e por estar assim abertamente explicita, venho notar que não quebrará o meu livre arbitrio se apenas acontecer o bem na Terra.

    DO mesmo modo, aproveito para notar, que acontecimentos nefastos que assolam a humanidade e toda a vida do planeta são contra a minha vontade - tornando qualquer mal impossivel de justificar com o meu livre arbitrio.

    Atenciosamente, e não preciso de me disponibilizar para quaisquer questão que surja pois És o Omnisciente:

    João, Portugal 13 Junho 2010.

    PS: Se portugal pudesse ganhar o mundial tambem era fixe. "

    Ok? Ja estou de consciencia tranquila. Estas minhas todas pisadas em nome do meu livre arbitrio estavam a dar cabo da minha consciencia.

    ResponderEliminar
  34. Tenho de ir ao irodologista a ver se ele me cura das dores das costas com medicamentos quanticos que estes da medicina dita convencional põem-me a ver elefantes cor de rosa...

    Mas por outro lado, há lá coisa mai linda do que ver elefantes cor de rosa e não ter dores nas costas?...hummm...Afinal fico-me pela medicina tradicional, os medicamentos resultam e alguns até tem bonus....hehehe.

    (desculpa Ludi, é das drogas não digo coisa com coisa)

    beijos

    ResponderEliminar
  35. A BÍBLIA E A SAÚDE PÚBLICA

    A Bíblia, no Pentanteuco, contém um amplo conjunto de medidas sanitárias de protecção da saúde pública.

    O objectivo era garantir que o povo judeu pudesse ter um estilo de vida que lhe permitisse gozar de boa saúde.

    Deus preocupa-se com o bem estar físico e espiritual das pessoas.

    Ainda hoje, muitas das normas morais da Bíblia visam, em boa medida, o bem estar físico, emocional, social e espiritual das pessoas.

    Por exemplo, Levítico 14 ensina como curar hanseníase derramando o sangue de animais:

    1 ¶ Depois falou o SENHOR a Moisés, dizendo:
    2 Esta será a lei do leproso no dia da sua purificação: será levado ao sacerdote,
    3 E o sacerdote sairá fora do arraial, e o examinará, e eis que, se a praga da lepra do leproso for sarada,
    4 Então o sacerdote ordenará que por aquele que se houver de purificar se tomem duas aves vivas e limpas, e pau de cedro, e carmesim, e hissopo.
    5 Mandará também o sacerdote que se degole uma ave num vaso de barro sobre águas vivas,
    6 E tomará a ave viva, e o pau de cedro, e o carmesim, e o hissopo, e os molhará, com a ave viva, no sangue da ave que foi degolada sobre as águas correntes.
    7 E sobre aquele que há de purificar-se da lepra espargirá sete vezes; então o declarará por limpo, e soltará a ave viva sobre a face do campo.
    8 E aquele que tem de purificar-se lavará as suas vestes, e rapará todo o seu pêlo, e se lavará com água; assim será limpo; e depois entrará no arraial, porém, ficará fora da sua tenda por sete dias;

    (etc.)

    ResponderEliminar
  36. Trechos não enfatizados com itálico ou negrito citados do Jónatas (perspectiva), claro.

    ResponderEliminar
  37. TED Talks

    Michael Shermer: The pattern behind self-deception

    Michael Shermer says the human tendency to believe strange things -- from alien abductions to dowsing rods -- boils down to two of the brain's most basic, hard-wired survival skills. He explains what they are, and how they get us into trouble.

    http://www.ted.com/talks/michael_shermer_the_pattern_behind_self_deception.html

    ResponderEliminar
  38. há patologias ligadas a alterações da iris é só procurarem
    obviamente fazer generalizações é...--_______
    a iris é bastante estável desde a nascença excepto casos pontuais devidas a:
    Discolorations of the iris following organic diseases
    syndrome diseases are likely to represent acquired conditions
    Essential iris atrophy. Chandler's. Chandler's
    Essential Iris Atrophy, and the Cogan-Reese syndrome.
    Alterations of the corneal endothelium

    Alteration in the conjunctivas, cornea, anterior chamber, on the iris surface, and fundus can revealed
    AND pigmented iris hamartomas, also called Lisch nodules

    e para começarem com uns fundamentos do processo de sequenciação genética

    Genome sequencing in microfabricated high-density picolitre reactors-Nature 437, 376-380 (15 September 2005)
    Genome sequencing Local Alignment hinges on good alignment extension metric/method
    J. Pevsner
    pevsner@kennedykrieger.org e até endereços dou

    Genome sequencing
    Genome sequencing in microfabricated high-density picolitre reactors-Nature 437, 376-380 e com isto perdi mais 3 minutos de vida é assi...

    ResponderEliminar
  39. há iriscopia e iridologia mais ou menos séria
    the surveyed population and retinal pigment abnormalities in 12.6%.
    The sex ratio was 1.34 indicating a marked female preponderance.
    degenerescência macular em casos de Lupus

    ou uma mais comum em animais tratados com nitrofuranos alterações maculares reversíveis

    ResponderEliminar
  40. maculopatias e alterações retinais relacionadas com a idade..
    como é o caso
    portanto a estabilidade da retina é absoluta apenas para classes de idades sem alterações orgânicas resultantes de doenças e de bolas 3 horas toxicidades esta merde é um vício ...comentários para ouvidos moucos se os conselhos...etecetera et coetera

    ResponderEliminar
  41. "...crianças brincando com ossos enquanto adultos queimam bruxas em fogueiras acesas com livros !" hehehe
    ..Porque foi que eu entrei aqui mesmo ?????

    ResponderEliminar
  42. Miguel,

    "crianças brincando com ossos enquanto adultos queimam bruxas em fogueiras acesas com livros !"

    Fantástico!!!! Esta poesia vinda de um terapeuta quântico e que já curou cancros por ter administrado medicamentos da Física Quântica, é absolutamente divinal...

    ResponderEliminar
  43. Miguel,

    "Porque foi que eu entrei aqui mesmo ?????"

    Não sei... Será que foi para esclarecer que a irodologia não é treta?

    ResponderEliminar
  44. TST:

    O facto de haver alterações na iris em algumas doenças - e repara que a retina, cornea, etc não é iris - não quer dizer que se possa sequer fazer diagnosticos a partir desses sintomas, como se fossem patognomonicos, que é uma coisa rarissima.

    Patognomonico significa que é um sintoma que surge apenas com uma doença e que significa sempre estarmos na presença dela. Que é o que os iridologistas idiotas propoem para todas e cada uma alteração da retina.

    ResponderEliminar
  45. Ludwig:

    Este Miguel Galli é um espectaculo. Tens de ver isto:

    "De acordo com os conceitos da Medicina Vibracional o organismo humano é composto de um complexo sistema de energias sutis multidimensionais interligados, que se mantém harmonizados enquanto equilibrados entre si." (...) "Para reequilibrar esses complexos sistemas de energias do corpo humano, existem as essências vibracionais, que tem como mecanismo de ação o princípio da ressonância" (...) "Portanto, as essências vibracionais são preparadas a partir de flores (...)".


    http://terapeutaquantico.blogspot.com/2010/06/fisica-quantica-terapia-frequencial.html

    Ja para não falar no resto...

    ResponderEliminar
  46. Meu caro miguel, ler a iris à procura de patologias é tão legitimo (ou verdadeiro)como ler folhas de chá à procura de desvendar o futuro.

    Não existem ligações nervosas da iris para o resto dos orgãos do corpo.
    Ou pelo menos não existiam quando estudei optometria, é treta .


    Satanucho, o optometrista

    ResponderEliminar
  47. E não para de melhorar:


    "A física quântica com seus medicamentos frequenciais e a terapêutica ortomolecular, abrem novos horizontes para o tratamento integral do ser humano !"

    Isto é: TRETA!!!!!!!!!

    ResponderEliminar
  48. Ludwig:

    Deixa-me dar-te mais duas sugestoes de tretas da semana (ja que semanas ha muitas):

    Auto-hemoterapia - muito em voga no brasil, ja foi proibida e tudo mas os defensores andam aí. Vai no entanto chamar a atenção a uma data de trolls.

    Espiritismo - não percebo como dedicas tão pouco tempo aos espiritas, quando os tipos são engraçadissimos. Passam o tempo a elogiar a educação e os argumentos uns dos outros, tens de esperimentar um dia. São no entanto um pouco chatos com o "quote mining", mas nada que ja não tenhas tido aqui. E são às carradas. São imensos em todo o lado. Aumentas logo o numero de hits :P

    ResponderEliminar
  49. Pedro:

    "Não existem ligações nervosas da iris para o resto dos orgãos do corpo."

    Naturalmente são por fibra optica. E aparece o nome da doença escrito na iris em Aramaico com recomendações terapeuticas em hebraico.

    Quem tem fibras nervosas de todo o corpo é o cerebro, razão pela qual não é preciso ir ao médico porque nos sabemos ja que doenças temos so de pensar nisso. E o tratamento basta ver na wikipedia.

    ResponderEliminar
  50. sxzoeyjbrhg,

    O facto da íris se manter constante poderia ser um problema para este sistema de diagnóstico. Mas é perfeitamente compensado pelo facto do iridologista inventar as doenças na altura, pelo que tanto faz se a íris muda ou fica na mesma :)

    João,

    Também já dei uma olhada no blog do Miguel Galli. Concordo que é inspirador. E o espiritismo é bem lembrado, se bem que já lhe passei ao lado com o mestre Zetor.

    ResponderEliminar
  51. «Quem tem fibras nervosas de todo o corpo é o cerebro, razão pela qual não é preciso ir ao médico porque nos sabemos ja que doenças temos so de pensar nisso. E o tratamento basta ver na wikipedia. »

    Isso é válido apenas para o autodiagnóstico e nem todos têm internet. O terapeuta teria sempre que abrir um buraco para confirmar a patologia. Ou achas que os iridologistas ainda não tinham pensado nisso?

    ResponderEliminar
  52. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar
  53. Miguel Galli,

    Verificada que está a liberdade de expressão, consegue contactar algum colega iridologista com mais capacidade do que a sua para demarcar a iridologia do charlatanismo?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Esta vivo ainda animal das cavernas ?

      Eliminar
  54. Miguel,

    Espero que não fique incomodado com as minhas perguntas que são genuínas. É que criticar ideias ou criticar pessoas são coisas bem diferentes.~

    Feito o exclarecimento, as minhas perguntas mantêm-se. Não sou físico mas percebo de física o suficiente para ver que coisas como "medicamentos da Física Quântica" só podem ser treta.

    Será que estou errado? E se sim, o que é um "medicamento da Física Quântica"?

    ResponderEliminar
  55. Já agora também faço um esclarecimento. Criticar ideias e criticar pessoas são coisas bem diferentes em princípio. Mas a pessoa que se dispõe conscientemente a enganar outras (provavelmente doentes) merece-me também uma crítica, não à ideia mas à opção.

    Mais uma vez a questão da plausibilidade: o amigo iridologista acredita genuinamente dominar uma ciência de nome iridologia? Para mim neste momento é quase certo que não. E só uma espécie de paternalismo arrogante pode condescender nos outros o seu “direito” a não serem confrontados com as suas más opções.

    ResponderEliminar
  56. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar
  57. Vejo que o Miguel Galli passou por aqui mas apagou as respostas.

    Provavelmente não deviam variar muito das alegações infundadas que faz no seu blogue.

    ResponderEliminar
  58. Bruce:

    "Isso é válido apenas para o autodiagnóstico e nem todos têm internet. O terapeuta teria sempre que abrir um buraco para confirmar a patologia. Ou achas que os iridologistas ainda não tinham pensado nisso?"

    Desculpa la... Os neurocirugiões andam a abrir cabeças desde que apareceram à face da terra. E depois? Abre cabeça, vê cerebro, fecha cabeça. Facil.

    ResponderEliminar
  59. "o amigo iridologista acredita genuinamente dominar uma ciência de nome iridologia?"

    Pois é bruce, mas se ele acredita ainda é mais perigoso. É que muitos dos que sabem que estão a aldrabar no limite mandam para o médico.

    Estes que acreditam nunca se sabe.

    ResponderEliminar
  60. Ludwig:

    Sim, aquele não era um seguidor do Livro. (refiro ao tratado cientifico de Alan Kardec nada de confusoes)( e sim este Livro tambem são vários).

    ResponderEliminar
  61. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar
  62. Miguel Galli,

    «NÃO POSTAREI MAIS AQUI POIS AO INVÉS DE PERGUNTAS E ESCLARECIMENTOS, SÃO SUGERIDAS DISCUSSÕES OFENSIVAS E BATE BOCAS SEM PROVEITO ALGUM
    [...]
    OBS : ALGUEM DISSE QUE OS OLHOS NÃO TEM CONEXÕES COM OS ÓRGÃOS DO CORPO..MEU AMIGO SEJÁ-LÉ-QUEM-FOR-VOCE..VOLTE PARA A ESCOLA SECUNDARIA !»


    Penso que com isto já disse tudo. E em maiúsculas...

    ResponderEliminar
  63. «Pois é bruce, mas se ele acredita ainda é mais perigoso.»

    Concordo. Mas o meu ponto era separar as ideias (debatíveis) das opções (condenáveis). Isto para justificar a faltinha de cortesia nos meus comentários ao Galli, que até prova em contrário tenho como gambozinólogo lúcido.

    ResponderEliminar
  64. Meu caro miguel:

    Quem disse que os olhos não têm conexões com todos os orgãos do corpo fui eu , e não disse isso , disse que a IRIS não tem conexões (não os olhos ) e mantenho, aprendi não na escola secundaria (mas tembem ) mas sim na universidade onde estudei optometria.
    Claro que eu for desonesto posso fazer uma suposições da treta, por isso e como exercicio de desonestidade intelectual vamos a isso:

    a
    A iris faz parte do olho , o olho está ligado ao cerebro, o cerebro está ligado directa ou indirectamente a todos os orgãos do corpo, logo a iris está ligada a todos os orgão do corpo. Ora isto não é ciencia, é treta. qualquer semi-analfabeto que tenha andado na escola e tenha lido meia duzia de coisas percebe a treta desta argumentação. compreendo que a ciencia do sec XIX pudesse produzir disparates destes , afinal de disparate em disparate chegámos á verdadeira ciencia, mas tentar vender peixe deste a uma audiencia esclarecida no sec XXI ......tenha lá dó da gente.....

    Alem disso meu caro, se ler o meu post nunca o insultei a si, apenas rebati a «ciencia» da treta que aqui apregoa, com argumentos e nunca com ataques pessoais

    Um grande bem haja para todos

    ResponderEliminar
  65. Galli:

    "NÃO POSTAREI MAIS AQUI POIS AO INVÉS DE PERGUNTAS E ESCLARECIMENTOS, SÃO SUGERIDAS DISCUSSÕES OFENSIVAS E BATE BOCAS SEM PROVEITO ALGUM"

    Qual sem proveito? Isso que alegas é treta. E como tal deve ser denunciada.

    PS: Não abuses do caps que dá más vibrações. Fica tudo parecido com anuncios foleiros.

    ResponderEliminar
  66. Bruce :

    Percebo o teu ponto de vista.

    Mas repara que a diferença importante é ser treta. Não te esqueças disso. Se o tipo for a julgamento, admito que a pena deva ser diferente para os que têm mesmo más intenções, mas isso é dificil de provar.


    O que é relativamente facil é provar que é treta. Basta pedir estudos duplamente cegos e não ha nada para mostrar. E é isso que deve importar.

    ResponderEliminar
  67. E só mais uma achega :

    Não é a todos os orgãos do corpo que a iris estaria ligada, era a TODO o corpo, ora leiam os mapas da iris e vemos lá entre muitos outros :

    glandulas
    ossos
    pescoço
    ombro
    cordas vocais
    pleura
    medula

    perna

    não é só orgãos , é uma miriade de body parts, parece um talho, este chart faz-me lembrar aqueles mapas das partes da vaca que vemos no talho da esquina.
    imagino o tamanho e a complexidade de tal sistema nervoso que a tudo está ligado e que nunca ninguem viu, é RIDICULO , vai em maisculas mesmo , se eles podem eu tambem posso (sarcasmo)

    ResponderEliminar
  68. bruce:

    Em sua defesa o Galli narrou uma historinha de um caso (testemunho enedoti), fez alegações cietificas proundamente falsas (metira pura e dura) e apelou à credulidade ( o que eu chamo quando se insiste par aacredtar sja no que for só porque negar é mau) para a ignoracia ao medo (falacias conhecidas).No fim ainda insultou.

    Como vEs e xacmente iual ao que provvelemten faria se ele acreditass mesmo .

    ResponderEliminar
  69. Pedro:

    Porque te esforças tanto? Claro que não ha conexoes diretas entre a iris e o figado ou o estomago. O que ha são sistemas nervosos que alem de ir ao estomago e a outros lados, tambem vão ao musculo que altera a forma da iris.

    Iris, que não é mais que um estroma pigmentado ( ou não, no caso de pessoas com olhos azuis), e que se altera muito pouco ao longo da vida, permitindo a identificação. O que tornaria as supostas doenças intrataveis, ou no minimo coisa do passado.

    ResponderEliminar
  70. http://en.wikipedia.org/wiki/File:Schematic_diagram_of_the_human_eye_en.svg

    ResponderEliminar
  71. Quantos de vós arriscariam submeter-se ao diagnóstico de um(a) psiquiatra?
    Já não digo: de um bruxo ou bruxa?
    Será por isso que há quem se divirta com alternativas à medicina?

    ResponderEliminar
  72. Submeter?????? de submissão???? provavelmente nenhum de nós.(que ideiazinha tão catolica, a da submissão...)
    Eu não me «submeto » perante nada, nem religião nem estado nem médico, aliás como a maior parte dos comentadores deste blog , a malta não gosta de se submeter.
    Agora se me pergunta se aceitaria ser »visto», «consultado» ou mesmo «observado» por um psiquiatra, não tenho nenhuma objecção....então se for de borla....venha ele....

    ResponderEliminar
  73. "NÃO POSTAREI MAIS AQUI POIS AO INVÉS DE PERGUNTAS E ESCLARECIMENTOS, SÃO SUGERIDAS DISCUSSÕES OFENSIVAS E BATE BOCAS SEM PROVEITO ALGUM"

    não é o primeiro e não será o último a meter o rabo entre as pernas e a fugir daqui quando lhe faltam argumentos.

    ResponderEliminar
  74. Um psiquiatra que não seja adepto de chá de cogumelo? Venha ele.
    Só admito aqueles bem adeptos da medicina tradicional, cheio de químicos. Holismos metam-nos no rabo.
    Mas pagas tu a consulta que eu não ganho para essas tretas.

    ResponderEliminar
  75. Meu DEUS ...... quanta ignorância até parece um blog PORTUGUÊS (RSRSRSR)sera que ai ainda não se conhece BIOFÍSICA ?????? Sera que AI (sic)ainda não chegou a notícia de que BIOQUIMICA É SUBSTRATO DA BIOFÍSICA ???????Ja ouviram falar de ensino superior,faculdade,mestrado,doutorado ????????????É , ACHO QUE ESSE BLOG É MESMO DE PORTUGAL.......

    ResponderEliminar
  76. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar
  77. Mentecapto é o autor deste blogue!

    ResponderEliminar

Se quiser filtrar algum ou alguns comentadores consulte este post.