sexta-feira, dezembro 31, 2010

O drama, o horror, a tragédia...

O Mats apontou no seu blog o que ele considera ser uma uma falha terrível no processo científico: «Cientistas com 8 anos publicam artigo em jornal revisto pelos infalíveis pares». Pergunta o Mats «Como é possível que uma revista científica sujeita a revisão de pares publique material escrito por crianças?»(1). Depois cita excertos seleccionados de uma notícia da ABC News (2), como «Os cientistas que comentaram o trabalho das crianças afirmam que, embora as experiências fossem modestas e não tinham análise estatística, elas aguentavam-se bem quando comparadas com o trabalho de especialistas treinados.»(ênfase do Mats), concluindo então que «Talvez esta falta de rigor nas revistas científicas actuais explique a sua devoção em torno da teoria da evolução.»

Infelizmente, não ocorre ao Mats que possa ser falta de rigor não consultar o artigo original, ou nem sequer mencionar a parte da notícia que diz «Trabalhando com um neurocientista do University College London, as crianças documentaram cuidadosamente a sua metodologia e discutiram os dados que recolheram.» Esse neurocientista, que investiga os mecanismos neurológicos da visão, é um dos autores do artigo, “Blackawton bees”, que relata a descoberta que «abelhões conseguem usar uma combinação de relações espaciais e de cores na decisão da cor ou flor de onde vão recolher o néctar»(3).

É verdade que o artigo não tem uma análise estatística sólida. Mas a publicação, Biology Letters, especializa-se em artigos curtos de interesse multi-disciplinar. E esta descoberta das crianças, mesmo que ainda por confirmar com um estudo mais detalhado, é interessante pelo que revela do potencial de aprendizagem visual nesta espécie (Bombus terrestris, os comuns abelhões castanhos e amarelos). E é um artigo de interesse multi-disciplinar pelo que revela do ensino da biologia a crianças. Uma das descobertas relatadas pelas crianças é que «a ciência é gira e divertida porque se pode fazer coisas que mais ninguém fez antes»(3).

Esta abordagem de permitir às crianças fazer ciência, mesmo que tenham apenas 8 anos, é certamente interessante para a maioria dos biólogos. Não só porque muitos dos investigadores são também professores, mas porque todos têm interesse em que as crianças aprendam como a ciência funciona. O futuro da investigação depende disso. É excelente que estas crianças tão novas já tenham aguçado a sua curiosidade e tenham apreciado o valor desta metodologia rigorosa e objectiva que lhes permitiu descobrir coisas novas.

Mas suspeito que seja precisamente isto que mais preocupa o Mats.

1- Mats, Cientistas com 8 anos publicam artigo em jornal revisto pelos infalíveis pares
2- ABC News, UK Science Journal Publishes Study by 8-Year-Olds
3- Blackawton et al, Blackawton bees Biol. Lett. (Published online before print December 22, 2010, doi: 10.1098/rsbl.2010.1056)

25 comentários:

  1. Ludwig,

    o teu comentário é pertinente, mas a minha pergunta é...porque te debruças tanto sobre o Mats?

    ResponderEliminar
  2. Miguel Panão,

    Porque é uma pessoa com quem costumo discutir estas coisas e que, apesar das nossas divergências de opinião, sempre me tratou de forma decente, não vem para aqui insultar nem despejar lençóis por copy paste e afins. Por isso não vejo razão para não mencionar as coisas que o Mats escreve quando tenho tempo e me ocorre dizer algo.

    Mas porquê a pergunta?

    ResponderEliminar
  3. Houve uma hecatombe de B. terrestris ao pé de minha casa, mas só debaixo de uma tília. Será do pólen ou do acasalamento? Tinham os abdómens vazios. Os que não tinham sido despedaçados pelos pássaros e formigas estavam dormentes a arrastar-se pelo chão. Também encontrei algumas abelhas meias anestesiadas.

    ResponderEliminar
  4. Francisco,
    isto de uma leiga e amadora, cujas únicas referências científicas são documentários televisivos sobre os bicho: que foi onde aprendi que as abelha são «anestesiadas» pelo frio. Está mais frio do que costum por aí?

    ResponderEliminar
  5. Por nada em especial.
    Um bom ano novo para ti e todos os teus :)
    Abraço

    ResponderEliminar
  6. @Ludwig Krippahl

    Por isso que gostei tanto de seu blog: suas matérias criticam ideias, não pessoas.

    Feliz ano novo!

    ResponderEliminar
  7. Cristy,

    Isto não aconteceu no Inverno, já foi há alguns meses.

    Bom ano a todos!

    ResponderEliminar
  8. Francisco Burnay disse...

    Houve uma hecatombe de B. terrestris ao pé de minha casa, mas só debaixo de uma tília as ditas cujas são referenciadas por mortes nas abelhas..
    .a tília tem compostos ansiolíticos e sedativos

    há muitas hipóteses sobre a mortalidade

    a mais provável é o efeito depressivo para o SNC (sistem.nerboso central) a dose letal em abelhas poderia ser de microgramas da substância activa

    uma overdose de microcomprimidos para dormir ....capisce pisce...o simbolo do cristão primitivo

    Outras Causas Acumulação de CO2 in the floral cup

    resultados recentes (2001,2005 etc)
    depressant actions on the central nervous system, at least in part, because of the presence of beta-sitosterol and some fatty acids that remain to be identified...compostos de elevada volatilidade...
    óleos aromáticos e afins

    alguns entomologistas acreditam serem coincidências infelizes....

    ResponderEliminar
  9. É isso; a gente fica estupefacto quando descobre que cientistas já tinham o "it", o "feeling", o "tato", para pesquisa ou para descobertas desde infantes, e aí, suspeitamos que uns garotos e garotas que não estão badalados pelo Sistema FALIDO, ou pela mídia comprada e vergada à crenças, venham a mostrar resultados plausíveis em Ciência.
    Mas,os simples investigadores, como o Joule, o Millikan, o Sebastião Formosinho (aquele que foi debochado por defender a sobreposição dos eletrons), não raro conseguem fazer experimentos tão simples que até infantes entendem; e isso desgosta os topetudos já cravados no conformismo emparedado do Sistema (por interesses, CLARO, por inveja, talvez).
    Mas, e os sem-crenças? Estão imunes à força da 'autoridade' sobre se um fato é ou está evidente? Pois, a Lógica Estrutural do ESPAÇO, mesmo tendo-se tentado impedir de ela ser mostrada à Sociedade, está acessível até para infantes (aliás começou a ser divulgada para ser assimilável e inteligível pelos infantes, que surpreendentemente forneceram resultados mais instigantes aos testes propostos a eles com poesia e arte e linguagem rudimentar do que TODOS os outros estágios de graduação da sapiência das pessoas escoladas).
    E já disse isso aqui, já endereçei os sem crenças para sítios que dão acesso a esse acervo, e o que vejo? Rebatem e rebatem estupidezas como essa da "matéria" vir do Nada. Nem os cientistas atuais souberam dizer conceitualmente o que é 'matéria', nem na área de física nuclear dizer o que é conceitualmente 'energia', nem tinham como contar com uma definição clara do que é o "Nada". Isso foi exposto, e muito mais, muito mais mesmo, e até agora os próprios sem-crenças não tem autonomia para observarem, notarem, obterem, esse conhecimento, pois "precisam" que uma 'autoridade' aplauda para que todos digam: "Óhh!". Estamos hoje em 2011, uma década adentro do Século XXI, e a Lógica Espacial entra à socos e pauladas nos blogs e sites dos sem-crenças para ser um pouco vista, mesmo já estando aí (ante os beiços empolados dos curvados em crenças que dominam as universidades e centros de pesquisas) desde 1985.
    Sem simples, e modestos, como infantes, pelo menos uma vez, comprem uma bicicleta para os seus filhos, mas dêem também a eles uma chance de entrar no futuro, num futuro que nossa sapiência faz juz.
    Há um blog que redireciona os que se inscrevem para sala de super-aulas, existe um campo virtual muito útil que utiliza até muitas dicas que se vê em sítios como este aqui, e existe um mundo real, em que pessoas de fato realizam ações e projetos de considerável admiração. Existe um campo em que há mais que picuinhas a se desdobrar intermináveis, existe o Clube Natureza Gleam e seus endereços, ou, suas trilhas.

    ResponderEliminar
  10. É ciencias definitivamente não é a praia do Mats. ;-)

    Mas o Mats é gente boa, o Sabino também. Acho produtivo as discussões que eles provocam, e a forma como respeitam opiniões contrárias.

    Por mais contraditório que possa parecer, eu penso que o criacionismo pode ter um papel importante neste mundo ;-). Quem participa com regularidade de BrainStorm`s sabe disso.

    Primeiro que os cientistas vão ter que tomar mais cuidado com o que dizem. Segundo, é importante alguém pensando "fora da caixa". O único detalhe é manter o respeito com as opiniões divergentes.

    ResponderEliminar
  11. Está enganado moço, o criacionismo não está aí para "fazer os cientistas tomarem cuidado com o que dizem"; ele está aí para FAZER OS CIENTISTAS ficarem submissos AO QUE OS MANDANTES DE CRENÇAS DITAM. Ou esquecemos como os cientistas são "aconselhados" a colocar as descobertas de modo a "não chocar" a mente escrava dos fiéis-em-crença? Esquecemos ou não sabemos COMO foi feita a redação de divulgação da conquista do mapeamento do Genoma Humano?
    Não precisamos de miséria nem física nem psicológica para ter os labores da Sociedade feitos condizentemente por pessoas dispostas por competências a eles. Forçar a burrice é o manipulamento dos 'espertos'do Sistema(vigaristas usupadores que não têm suporte autêntico de comando). Os manipuladores sempre dão um jeitinho de puxar a sardinha para os "benefícios dos comparsas" bojados no conformismo da Estupidez que leva todas as nossas Sociedades à banca rôta. Se os cientistas arreganharem as pernas, coitados dos professores, coitados dos estudantes, desgraçados de vez seremos nós.

    ResponderEliminar
  12. Athan Veron,

    Eu não estou defendendo o criacionismo :-), eu também não disse que a função do criacionismo era essa, mas é obvio que quanto maior o criticismo maior é a qualidade das teses.

    Seria bom que não houvessem interferências de grupos religiosos? Seria maravilhoso. Mas o mundo não é perfeito, as pessoas tem as suas crenças pessoais, e os espertos se aproveitam disso para obter poder e ISSO NÃO VAI MUDAR, a história prova isso. Logo, o que deve haver é respeito e tolerância entre as pessoas que tem pensamentos contrários.

    E vamos ser francos, manipulação não é exclusividade dos fiéis desta crença em específico ;-). Isso acontece até no próprio meio científico. A desonestidade não é exclusividade daqueles que tem religião apenas.

    ResponderEliminar
  13. A crença das instituições religiosas FABRICAM a desonestidade.

    ResponderEliminar
  14. @Icarus

    Quando um criacionista deixar de fingir que suas crenças são imunes ao método científico, e parar de atrapalhar pesquisas legítimas com suas afirmações baseadas em livros da idade do bronze, talvez ele venha a merecer um pouco de crédito.

    ResponderEliminar
  15. Well percebi não...livros bronze age aus purem Gold entspräche
    Wenn Joseph seinem Sohn Jesus bei dessen Geburt einen einzigen Pfennig auf einer Bank angelegt hätte, wäre dieser bei einer jährlichen Verzinsung von 5% im Jahre 2000 mit Zinseszinsen auf 2,3911... * 1040 Mark angewachsen, d. h. auf den fiktiven Gegenwert von 7,8873 * 1032 Tonnen Gold, was der Masse nach 132 Milliarden Erdkugeln (zu je 5,974 * 1021 Tonnen) , wenn man die Jahresschlusskurse von 2006 mit 636,05 US-$ pro Feinunze Gold (= 31,1034768 g) und 1 € = 1,3193 US-$ zugrunde legt, während 1 € = 1,95583 Mark entspricht.
    In der gesamten Geschichte der Menschheit wurden aber schätzungsweise erst 155.000 t Gold geschürft, die gerade in einen Würfel der Kantenlänge

    mas infelizmente esta é a 2ªdécada do século XXI

    ResponderEliminar
  16. Demente,

    Quando [e se] isso acontecer, então não vai se chamar mais criacionismo hehehehe.

    ResponderEliminar
  17. é um trabalho de pesquisa....dentro das velhas estratégias pedagógicas construtivistas apelar ao interesse pela ciência é interessante

    mas em crianças com essas idades a falta de bases e de capacidade para organizar a informação levam ao conformismo conceptual
    que surge nas conclusões...

    sejam ingleses ou portugueses há grande potencial na capacidade de descoberta e interesse pelo mundo que os rodeia entre os 8 e os 12 anos

    mas as capacidades de selecção e síntese são baixas

    isto é claramente um trabalho dirigido e inculcado (tal como se faz nas crias ateístas, o que resulta geralmente que essas crias desenvolvam posteriormente actividades em grupos bíblicos universitários (G.B.U's) em reacção aos doutrinamentos recebidos...
    outside my laboratory (in a Norman church in the southwest of England), but the ‘games’ were themselves devised in collaboration with 25 8- to 10-year-old children. They asked the questions, hypothesized the answers, designed the games (in other words, the experiments) to test these hypotheses and analysed the data.

    They also drew the figures (in coloured pencil) and wrote(como diz embaixo com ajuda de um transcriptor


    Their headteacher (Dave Strudwick) and I devised the educational programme (we call ‘i,scientist’),

    and I trained the bees and
    (transcribed the childrens' words into text )

    which was done with smaller groups of children at the school's local village pub).
    what follows is a novel study (scientifically and conceptually) in ‘kids speak’ without references to past literature

    ResponderEliminar
  18. http://www.atheistnexus.org/profiles/blogs/did-we-have-not-seen-this

    ResponderEliminar
  19. Caro "Fernandel",

    Tilia tormentosa! É isso mesmo! Obrigado pela dica.

    ResponderEliminar
  20. Encontrei um artigo no Journal of Apicultural Science:

    «It was found that toxic properties of Tilia tormentosa nectar are stronger for bumblebees than for Apis mellifera.»

    Este artigo não me deixa copiar nada. Mas o humilde poder analógico do cérebro humano permite violar a sofisticada encriptação do PDF...

    ResponderEliminar
  21. Francisco,

    Um truque é usar o ghostview para converter o pdf para ps, e depois para pdf outra vez. Abracadabra, acabam se as tretas do drm :)

    ResponderEliminar
  22. Ludwig,

    Obrigado pela dica. Infelizmente não encontrei nenhuma versão para mac. Mas instalei o Skim, que ignora o DRM.

    ResponderEliminar
  23. Se um autor não quer que copie, não copie. Se já está postado em um endereço leia lá; é um mínimo direito. Aliás, qdo postamos algo decididamente válido, e abrimos para vasta divulgação, simplesmente "somem" com o texto. Aproveitariam-no a bel-prazer, claro, e fariam "interpretações" em cima e alastrariam na Internet dando crédito aos usurpadores. Há dissimuladores dentro dos espaços de ceticismo; precisamos notar se têm condições de deletar arquivos antes que outros editores ou administradores do espaço vejam. Vamos prestar atenção nisso.

    ResponderEliminar

Se quiser filtrar algum ou alguns comentadores consulte este post.