domingo, maio 11, 2008

Milagre da medicina veterinária.

Hoje os miúdos vieram acordar-nos às sete da manhã numa grande excitação, em contraste com as vezes que nos acordam às sete da manhã só porque lhes apetece. A nossa porquinha da Índia, que já há uns tempos parecia estar um bocado gorda, teve três crias. Há umas semanas ainda tínhamos duas porquinhas. Infelizmente, a outra sempre foi doente e acabou por morrer. Mas não pode ter sido responsável porque os vários veterinários que a examinaram garantiram ser também fêmea.

Trata-se pois de um milagre, um Mistério insondável que a medicina (veterinária) nunca poderá explicar. Como as pessoas alegadamente diagnosticadas por médicos infalíveis, que sofrem anos de uma doença incurável e depois se curam por milagre.

Mas se apanho o santo milagreiro que fez isto vai ouvir das boas...

19 comentários:

  1. Pois, também nos aconteceu o mesmo, 5 hamsters a partir de "duas" hamsters, qual não foi a nossa surpresa ao ver a gaiola cheia de bébés, felizmente encontrei uma loja que ficou com eles.

    tina

    ResponderEliminar
  2. Ludwig

    A porquinha não se chama Maria, pois não? Ou terá recorrido a um banco de esperma de porquinhos da Índia?

    Mas o mais grave de tudo é que andas a promover o lesbianismo! Não é grave por si: é grave que não promovas o humano, a ver se me diminui a concorrência!

    ResponderEliminar
  3. Acontece muitas vezes quando se baralham os conhecimentos biológicos que pensamos ter. Não será uma milagre, apenas ignorância. Mas nisso este país é fértil, coisa de que nem um grau académico nos livra.

    ResponderEliminar
  4. Óh que amor!
    Parabens à porquinha ;)
    Agora a familia ficou maior vês que giro..
    Em relação à/o Porquinha (o) às vezes é dificil distinguir, por isso para a proxima escollhe um bichinho de estimação que seja de mais facil identificação quanto ao genero ;)

    ResponderEliminar
  5. Já me aconteceu chegar a casa e encontrar duas cãezinhas novas, isto apesar de em casa, só ter cadelas.
    Mas o mais curioso é que por duas vezes levei a bicha ao veterinário por ver que ela andava um pouco inchada, e duas vezes me foi garantido que era apenas consequências dum período desregulado.

    Mas não foi o espírito santo… posteriormente descobri na casa de uma amiga vizinha, que o santo milagreiro, além de pai também era avô…
    Enfim, já nem se pode confiar na veterinária, quanto mais em santos…

    ResponderEliminar
  6. shit happens, not miracles. Mas para os miudos foi bestial.
    Bjs Karin

    ResponderEliminar
  7. Para os miúdos foi bestial. O que provavelmente exclui a possibilidade de darmos as crias.

    O ideal será dá-las à minha cunhada como recompensa por ter tido a ideia de comprar os bichos para os miudos :)

    ResponderEliminar
  8. Ludwig,

    Desde que a Eva arrumou com o idílio esses problemas resolvem-se com arroz Cigala.

    ResponderEliminar
  9. Porquinho da Índia Camarinha12/05/08, 13:20

    Assumo, fui eu, lamento. E a outra, coitadinha, estava doente por minha causa... Não lhe dava "atenção".

    ResponderEliminar
  10. Pelos vistos Zeus também se transforma em porquinho-da-Índia...
    Eu ficaria curioso em saber como aconteceu.

    ResponderEliminar
  11. será verdade ou serão porquinhos virtuais? Se forem virtuais são mais fáceis de convidar a entrar cá em casa, caso não sejam serão uma carga de trabalhos!
    Anilua

    ResponderEliminar
  12. Talvez estejam interessados nesta treta.

    Graças ao Bad Astronomy. O Phil Blait também fala na treta das vacinas/autismo que pelos vistos até é levada a sério pelos candidatos à presidência dos EUA.

    ResponderEliminar
  13. E gaivotas? Ainda não pariram gaivotas?
    Cristy

    ResponderEliminar
  14. Ludwig

    Também tens gaivotas de estimação? Credo! Eu despedia essa cunhada!

    ResponderEliminar
  15. Dear Cristy,

    As gaivotas consta que continuam a dar gaivotas, mas
    aqui
    as focas quase que deram pinguins...

    Foi por pouco....

    ResponderEliminar
  16. Xiquinho

    Aqui tens a versão mais decente desse evento.

    Mas aqui há uma versão ainda mais estranha dessa mentira infame das gaivotas a darem gaivotas.

    ResponderEliminar
  17. Abobrinha, Xiquinho,
    o gato de uma amiga tinha um pinguim de peluche que lhe servia para o mesmo que à foca da notícia. Quando o pinguim se desfez, a minha amiga deitou o boneco fora e comprou uma gata de peluche. Mas o gato fartou-se de miar noites seguidas, até que ela lhe teve que comprar outro pinguim de peluche. Como facilmente se depreende, aqui há gato.
    Cristy

    ResponderEliminar
  18. Cristy

    Bem, o mercado para pinguins está claramente em alta. Meninos, é comprar um smoking o mais rapidamente possível!

    É claramente um caso de fetichismo...

    ResponderEliminar

Se quiser filtrar algum ou alguns comentadores consulte este post.