segunda-feira, janeiro 28, 2008

Portal Ateu, teologia e lorem ipsum.

Aceitei de bom grado o amável convite do Hélder Sanches (1) para participar no Portal Ateu. Não sei bem quanto é que vou poder contribuir, mas pelo menos um artigo pequenino já lá está. Ainda não está tudo operacional mas já podem dar uma olhada, deixar comentários, e até já nos deixaram o primeiro insulto. A coisa está a andar bem.

Como ainda está em construção, alguns textos estão com o famoso «Lorem ipsum dolor sit amet...», um texto usado por tipógrafos há cinco séculos. É composto de pedaços do «de Finibus Bonorum et Malorum» de Cícero (2) e não faz muito sentido, mas serve para ajustar o tipo e tamanho de letra e a composição gráfica das páginas.

Parece-me que a razão principal para se ter mantido constante durante cinco séculos é precisamente não fazer sentido. Como não se percebe, o texto é copiado letra a letra de geração em geração. Tal como a doutrina religiosa, cuja longevidade também me parece dever-se à falta de sentido. Vejam lá se isto não parece um argumento teólogico comprovando a existência de Deus.

«"Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipisicing elit, sed do eiusmod tempor incididunt ut labore et dolore magna aliqua. Ut enim ad minim veniam, quis nostrud exercitation ullamco laboris nisi ut aliquip ex ea commodo consequat. Duis aute irure dolor in reprehenderit in voluptate velit esse cillum dolore eu fugiat nulla pariatur. Excepteur sint occaecat cupidatat non proident, sunt in culpa qui officia deserunt mollit anim id est laborum."»

1- Blog do Hélder Sanches, Penso, logo sou ateu
2- www.lipsum.com

8 comentários:

  1. Mário Miguel28/01/08, 23:15

    Ludwing,

    Não encontro o vilipêndio; podes dar-me a ligação?

    Outra coisa: a ligação "1- Blog do Hélder Sanches, Penso, logo sou ateu"
    está correcta?

    ResponderEliminar
  2. Como designer, tenho uma relação muito próxima com o "lorem ipsum". E felizmente esta é a extensão máxima da minha dimensão religiosa.

    ResponderEliminar
  3. Mário,

    Tinha-me esquecido de por o url do blog do Helder no href, por isso estava a apontar para lado nenhum... Já está corrigido.

    A tentativa de nos insultar penso que foi enviada no formulário do «contacte-nos», que vai directamente para os administradores e não fica publicado no site. O que é pena... :)

    Obrigado pelo aviso da gralha no link.

    ResponderEliminar
  4. Caro Ludwing,

    Gosto da tua maneira de pensar!

    Um abraço,
    Miguel Aroso

    ResponderEliminar
  5. Ludwig

    O "ipsum" é a versão medieval de "dirty talk".

    Deixo-te uma frase que li num contexto ligeiramente diferente e que é qualquer coisa como "quando as pessoas deixam de acreditar em Deus, passam a acreditar em qualquer coisa". Isto a propósito das tendências New Age (que tu chamas de tretas).

    O livro que comecei a ler não é sobre religião e a frase é tudo menos um manifesto pró-religioso. Já te disse (acho eu) que ter fé nos homens é verdadeiramente um acto admirável, já que a ideia de Deus é de um ser/entidade/whatever perfeito, pelo que acreditar numa coisa tão limitada como um homem é deveras extraordinário. Ou seja, "quando as pessoas deixam de acreditar em Deus, passam a acreditar em qualquer coisa" é uma manifestação de pessimismo total.

    Não comentei os teus últimos posts não javardos por falta de pensadura. Mas também não gostei deles (nem das respectivas respostas). Tenho que os ler de novo para processar um "livro de reclamações" em condições.

    ResponderEliminar
  6. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar
  7. Existem alternativas para Lorem Ipsum que são mais adequadas para layouts. Exemplo é Cícero, binário. Confira Lorem Ipsum

    ResponderEliminar

Se quiser filtrar algum ou alguns comentadores consulte este post.