quinta-feira, agosto 09, 2007

Por falar da China.

A propósito dos problemas ambientais da China, mencionados pelos leitores «B_R» e «JPVale» (1), foi declarado oficialmente extinto o golfinho do rio Yangtze.

Notícia: Dolphin species declared extinct.

Mais sobre este golfinho na Wikipedia: Baiji.

Via Pharyngula.

1- 8-8-07, Contas da treta.

6 comentários:

  1. Parece evidente que a China é realmente uma verdadeira fábrica de toxinas e dióxido de carbono. Mas será somente a China? Temos o golfinho setubalense prestes a desaparecer também...

    ResponderEliminar
  2. A diferença é que o golfinho do estuário do Sado não é uma espécie em extinção. É chato se a poluição o fizer desaparecer desse sítio, mas esta espécie (Tursiops truncatus) não está ameaçada. (por enquanto...)

    ResponderEliminar
  3. ...vamos ver num futuro para onde a humanidade caminha... vamos destruir a terra.

    ResponderEliminar
  4. Mas o engraçado é que o Sado percorre 2 países que num total soma talvez uns 35 milhões de habitantes! A China tem 1 bilião e 300 milhões de habitantes! Qualquer espécie arrisca-se a ser extinta na China, incluindo ratazanas, baratas e o próprio homem. Na China e provavelmente no resto do planeta o fim aproxima-se.

    ResponderEliminar
  5. p_adic_metric11/08/07, 20:49

    "China's most notorious pollution problem, its air quality is dreadful, symbolized by now-familiar photographs of people having to wear face masks on the streets of many Chinese cities. Air pollution in some cities is the worst in the world, with pollutant levels several times higher than levels considered safe for people's health. Pollutants such as nitrogen oxides and carbon dioxide are rising due to increasing number of motor vehicles and coal-dominated energy generation. Acid rain, confined in the 1980s to just a few areas in the sowthwest and south, has spread over much of the country and is now experienced in one-quarter of Chinese cities for more than half of the rainy days each year.

    Similarly, water quality in most Chinese rivers and groundwater sources is poor and declining, due to industrial and municipal waste water discharges, and agricultural and aquacultural runoffs of fertilizers, pesticides, and manure causing widespread eutrophication (growth of excessive algal concentration as a result of those nutrients runoff.)

    About 75% of Chinese lakes and almost all coastal seas, are polluted. Red tides in China's seas - blooms of plankton whose toxins are poisonous to fish and other animals - have increased to nearly 100 per year, from only one in every 5 years in the 1960s. The famous Guanting Reservoir in Beijing was declared unsuitable for drinking in 1997. Only 20% of domestic waste water is treated, as compared to 80% in the First World.", Jared Diamond, 2005

    ResponderEliminar
  6. B_R

    "Na China e provavelmente no resto do planeta o fim aproxima-se."

    Tenho 33 anos e estou a contar viver 83. Como diz o outro, é só fazer as contas: o fim do mundo para mim será daqui a mais ou menos 50 anos! Mas queria que para os meus sobrinhitos e primitos novos fosse só daqui a 80 anos e não 50!

    Não estou a ser cínica: o planteta estava aqui antes dos homens e vai continuar aqui mesmo depois de morrermos. Se os homens se virarem contra ele, adivinha quem é destruído. Uma dica: não é o planeta! Estou-te a dizer o que já sabes, mas escrevo na mesma porque para algumas pessoas (nenhuma das quais parece habitar neste blogue) isso não parece ser completamente óbvio!

    Podemos viver com a Terra ou contra ela. Mas só uma opção é viável...

    ResponderEliminar

Se quiser filtrar algum ou alguns comentadores consulte este post.